Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A deputada federal Marcivânia Flexa (PC do B-AP) destinou cerca de R$ 500 mil em emendas a duas unidades de saúde de São Paulo que recebem pacientes do Amapá em tratamento contra o câncer. Apesar de o gesto ter sido diretamente ligado à saúde de amapaenses, adversários políticos não perdoaram, especialmente nas redes sociais.

A deputada Marcivânia e outros parlamentares, como a deputada federal Janete e o senador João Capiberibe, ambos do PSB, destinaram recursos para ajudar o Santa Marcelina, o hospital paulista que mais recebe crianças do Amapá, cerca de 300 por ano.

O tratamento de quimioterapia e radioterapia de apenas 1 criança chega a custar R$ 225 mil.

“Setenta por cento das nossas crianças vão para esse hospital que é muito preparado e atende com presteza as crianças do Amapá. Acaba sendo uma contribuição pequena porque o tratamento é muito caro. Nossa intenção não foi beneficiar a saúde de outros estados, mas sim, contribuir para que o hospital continue atendendo as nossas crianças”, justificou a deputada. 

O Hospital de Barretos, também em São Paulo, receberá R$ 300 mil de emenda da deputada do PC do B de Santana. O hospital recebe pacientes adultos.  

“Estou repondo a verdade. Algumas pessoas entenderam que eu estaria beneficiando a saúde de outros estados, pelo contrário, nosso interesse é atender diretamente a população de Santana que também precisa dos serviços desses hospitais”, acrescentou.

UTI do PAI

Além das emendas para os hospitais do câncer, Marcivânia destinou quase R$ 2 milhões para a ampliação da UTI do Pronto Atendimento Infantil (PAI) em Macapá, o único pronto socorro de crianças do Amapá. O hospital, que recebe crianças de todos os municípios (inclusive do Pará) possui apenas 9 leitos de UTI, e entrou em processo de licitação pelo governo do Estado com a liberação da emenda. 

“Também destinamos quase R$ 1 milhão para a compra de equipamentos para o Hospital de Santana, e R$ 450 mil para a construção da UPA de Laranjal do Jari”, finalizou a deputada. 

 

Compartilhamentos