Compartilhamentos

SELES NAFES

Um guarda portuário do município de Santana foi preso em flagrante nesta quarta-feira, 16, por uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope), acusado de estuprar uma adolescente de 14 anos. Depois que um laudo comprovou que houve a violência, ele teve a prisão flagrante convertida em preventiva, sem data para expirar.

Os policiais foram acionados depois que a família comunicou que a adolescente havia sido raptada e depois liberada pelo agressor após estupro.

A adolescente relatou à polícia que foi forçada a entrar no veículo de Samuel George Miranda, de 35 anos, que a teria levado para um ramal no Distrito Industrial de Santana. Ao chegar ao local, a menina foi violentada sob ameaças com uma faca.

Em seguida, o agressor deixou a menina no Centro de Santana. Transtornada, a menina comunicou à família o que havia ocorrido. Um vídeo de uma câmera em frente a uma escola particular mostra a menina descendo do carro do agressor.

Momento em que a jovem deixa o carro do agressor, no Bairro Central. Foto: Reprodução

Momento em que a jovem deixa o carro do agressor, no Bairro Central. Foto: Reprodução

“Uma pessoa mostrou uma foto pra gente e a vítima reconheceu o agressor. Conseguimos o endereço, no Bairro do Laguinho, em Macapá, fomos até lá, onde encontramos ele ainda no carro. A menina tinha descrito pra gente objetos que haviam dentro do veículo, como a flanela com que ela havia se limpado depois do estupro”,  comentou o tenente Hércules, do Bope.

O guarda portuário recebeu voz de prisão e foi apresentado na delegacia de polícia em Santana junto com o carro e outras provas. Um laudo da Polícia Técnica do Amapá (Politec) constatou que houve penetração anal e outros abusos com a menina que foi encaminhada para um serviço de apoio psicológico.

Na audiência de custódia, no início da tarde desta quarta-feira, a prisão foi convertida em flagrante, e ele foi encaminhado para o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen).

Compartilhamentos