Compartilhamentos

SELES NAFES

O juiz Mário Mazureck, da 2ª Vara Cível e de Fazenda Pública de Macapá, determinou na sexta-feira, 25, que a Faculdade Estácio de Macapá reintegre um acadêmico que se envolveu em uma briga por vaga de estacionamento na Maternidade Mãe Luzia em setembro deste ano.

A confusão no estacionamento na maternidade aconteceu no dia 3 de setembro, envolvendo o estagiário de enfermagem Danilo Flexa e o diretor do hospital, Ivo Melo. A foto da briga “viralizou” nas redes sociais, e o assunto foi abordado pelo portal SELESNAFES.COM. O episódio terminou na delegacia de polícia com troca de acusações e queixas recíprocas de lesão corporal.

No dia 10 de novembro, segundo a defesa do estagiário, o estudante Danilo Flexa foi chamado pela coordenação do curso que informou que ele estaria sendo desligado da faculdade.

“Foi expulso sumariamente, sem direito de defesa. Ouviu o estudante e depois o notificou que estava sendo desligado”, avaliou o advogado Luiz Rocha.

Advogado Luiz Rocha: expulsão sumária. Foto: Arquivo

Advogado Luiz Rocha: expulsão sumária. Foto: Arquivo

Procurada pelo portal, a direção da Faculdade Estácio emitiu uma nota informando que ainda não foi notificada sobre a decisão.

“A partir do recebimento, a instituição irá adotar as medidas necessárias. Em relação ao inquérito administrativo, é importante ressaltar que o processo ocorreu dentro do previsto, seguindo as regras do Regimento da Instituição e que o aluno tomou ciência de todos os atos”, garantiu a instituição em nota. 

Com base num suposto cerceamento de defesa, o  advogado ingressou na justiça com pedido de liminar para que os efeitos da decisão da faculdade fossem suspensos. No mérito da ação, o advogado pede a anulação do inquérito instaurado pela faculdade.  

“Não foi dado a ele o direito de apresentar provas e testemunhas. A repercussão da confusão no estacionamento foi que provocou a expulsão sumária dele”, finalizou o advogado, que ainda não decidiu se irá pedir indenização por danos morais.

 

Compartilhamentos