Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Daycyane de Oliveira Matias, de 12 anos, está desaparecida desde a tarde da última terça-feira, dia 8. É a segunda vez que ela desaparece de casa sem deixar pistas, de acordo com a família.

A mãe desconfia que ela esteja na companhia de um homem maior de idade. Segundo ela, o suspeito tem envolvimento com o tráfico de drogas e teme pela vida da filha.

Família teme pela segurança da garota. Fotos: arquivo pessoal

Família teme pela segurança da garota. Fotos: arquivo pessoal

A menina estuda na escola José de Alencar, onde faz o sétimo ano do ensino fundamental. Ela mora no Bairro Perpétuo Socorro com a mãe, o padrasto e mais cinco irmãos. A mãe, Benevânia de Oliveira Costa Matias, de 35 anos, diz que a filha é uma menina muito prestativa e alegre e que sempre conviveu bem com os outros irmãos.

Daycyane foi para a aula na terça e vista pela última vez saindo da escola por volta das 15h, sozinha. Não é a primeira vez que a menina desaparece. Na primeira ocasião, ela estava na companhia do namorado, de 18 anos. A mãe só descobriu o relacionamento após ter acesso ao Facebook da filha.

“A primeira vez que ela fugiu estava com ele, por isso desconfio que esteja novamente, mas o conselho tutelar disse que não teria como chegar até ele porque não tinham o endereço. Uma amiga dela chegou a confirmar essa informação, mas logo depois desmentiu disse que ela estaria na companhia de um tal de Dudu, que é traficante de drogas em Santana. Eu já registrei ocorrência, mas a policia diz que só vai atrás dela depois que eles tiverem uma pista de seu paradeiro, mas eu não tenho”, disse muito abalada a mãe.

Daycyane foi vista pela última vez saindo da escola

Daycyane foi vista pela última vez saindo da escola

No perfil do suposto namorado, aparece a informação de que ele e a adolescente estão em um relacionamento sério assim como no dela também. A mãe conta que ligou no início da tarde desta sábado para o rapaz que negou que Daycyane esteja com ele. Da última vez em que sumiu, a adolescente passou três dias sem dar notícias.

A família continua fazendo buscas por conta própria e pede para quem tenha mais informações sobre o paradeiro da menina ligar para o telefone 99171-2622.

Compartilhamentos