Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Polícia Civil de Macapá prendeu na manhã desta terça-feira, 29, dois acusados de participar do assalto a residência de um professor universitário em julho deste ano, no Bairro do Buritizal, Zona Sul de Macapá. Os mandados de prisão foram solicitados e cumpridos por uma equipe da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Patrimônio (DECCP).

A residência foi invadida no início da tarde por quatro homens e duas mulheres. Os moradores ficaram amarrados enquanto os bandidos separavam objetos eletroeletrônicos, joias e celulares.

“As vítimas foram trancadas em um quarto, mas conseguiram pedir socorro. Com medo, os bandidos acabaram abandonando o carro da fuga com os aparelhos roubados, e fugiram levando apenas os celulares e joias”, explica o delegado Glemerson Arandes, que investiga o caso.  

Kelvyn Seade cumpre pena no Iapen por tráfico. Foto: Arquivo policial

Kelvyn Seade cumpre pena no Iapen por tráfico. Foto: Arquivo policial

Dois deles eram: Renato Trindade, o “Patinho”; e Kelvyn Brendaw Marques Seade. Patinho foi morto pela Polícia Militar numa troca de tiros logo depois desse assalto, e Kelvyn Seade cumpre pena no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) por tráfico. As duas mulheres ainda não foram identificadas.

Faltavam ser presos: Alexandre Max Silva dos Santos, o “Zeca Urubu” (à direita na foto de capa) e Maik Fortunato Agenor. Zeca Urubu responde também por um homicídio ocorrido este ano em frente ao Super Fácil da Zona Sul.

Ele foi preso nesta manhã saindo do fórum. Maik Fortunato foi preso na casa da mãe dele, no Bairro do Buritizal.   

Compartilhamentos