Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

A saída de uma festa na madrugada desta sexta-feira, 23, foi trágica para uma família de Macapá. O carro com quatro pessoas, sendo duas delas irmãos, caiu dentro do Canal do Beirol. Os dois irmãos morreram afogados.

O acidente ocorreu por volta das 3h30, na Rua Manoel Eudóxio Pereira com a Avenida Acelino de Leão. De acordo com a Polícia Militar, o veículo trafegava pela Manoel Eudóxio e teria passado direto em uma curva despencando para dentro do canal. O veículo ficou submerso com as rodas para acima.  

Passageiros são atendidos por equipes do Samu e CBM. Fotos: Olho de Boto

Passageiros são atendidos por equipes do Samu e CBM. Fotos: Olho de Boto

Um óbito foi confirmado ainda no local, de Raimunda Silva Marques

Um óbito foi confirmado ainda no local, de Raimunda Silva Marques

A motorista conseguiu sair do carro sem ferimentos e gritou por socorro. Instantes depois passava pelo local um grupo de amigos, entre eles dois bombeiros que estavam de folga e resolveram parar para prestar socorro.

Três vítimas ainda permaneciam presas no interior do carro. Os militares à paisana conseguiriam retirar as três. Apesar de todos os esforços, uma das vítimas morreu no local.

Quando as equipes do Samu e Corpo de Bombeiros chegaram, as três vítimas já estavam fora do carro, sendo uma delas morta. Outras duas vítimas chegaram a ser levadas para o Hospital de Emergência, onde foi confirmado um segundo óbito.

O segundo óbito foi confirmado no Hospital de Emergência de Macapá

O segundo óbito foi confirmado no Hospital de Emergência de Macapá

Corpo de Raimunda Marques é removido pela Polítec

Corpo de Raimunda Marques é removido pela Polítec

“Duas delas já estavam sem os sinais vitais devido ao longo tempo em que o carro passou submerso. Devido ao horário para perceber a cena, o acidente, as vítimas engoliram muito água e entraram em processo de afogamento. Apesar de todos os procedimentos, duas vítimas já estavam em óbito”, relatou a tenente Lívia, do Corpo de Bombeiros. 

Baseado no relato de testemunhas, o Corpo de Bombeiros estimou que as vítimas passaram cerca de 40 minutos dentro do carro submerso.

“Nesse tipo de acidente é complicado porque a porta do carro não abre em função da pressão da água. Com muito esforço os voluntários tiraram os passageiros, mas nesse tipo de acidente cada minuto é essencial”

Carro é retirado do Canal do Beirol

Carro é retirado do Canal do Beirol

motorista não conseguiu fazer a curva

Motorista não conseguiu fazer a curva

As vítimas foram identificadas como os irmãos: Raimunda da Silva Marques, 47 anos, que morreu no local; e Ivan da Silva Marques, de 42 anos, que faleceu no Hospital de Emergência de Macapá. Outro passageiro foi identificado como Rogério Lima de Oliveira, de 27 anos, sobrevivente que está fora de perigo.

A família morava na Avenida 1º de Maio, e já estava perto de casa quando o acidente aconteceu. Sílvia Regina Pinto, de 48 anos, que dirigia o veículo, admitiu ter ingerido bebida alcoólica.

Apesar disso, o teste do etilômetro acusou que ela não estava embriagada. Por isso o caso dela foi enquadrado como infração de trânsito.

“A condutora confirmou que eles estavam em uma festa e que ingeriram álcool”, relatou o soldado Anderson Nunes, do Batalhão de Trânsito da PM (BPTran).

Ouça a entrevista com o policial.

                    

Compartilhamentos