Compartilhamentos

SELES NAFES

A chuva que cai em Macapá desde as primeiras horas da madrugada desta segunda-feira, 19, surpreendeu os meteorologistas do Instituto de Estudos Científicos e Tecnológicos do Amapá (Iepa) e da Sala de Situação, órgão que reúne equipes de planejamento e Defesa Civil. Em poucas choveu quase tudo o que estava previsto para todo o mês de dezembro.

Eram esperados 130 milímetros para o mês de dezembro. Contudo, até às 11h da manhã, já havia chovido mais de 90 milímetros, de acordo com a última medição do Iepa.

“Havia a previsão de que as chuvas começassem entre os dias 10 e 15 de dezembro, mas não com essa intensidade. Ainda faltam duas semanas para terminar o mês, mas provavelmente serão com chuvas mais fracas”, avaliou o meteorologista Jeferson Vilhena, que atua na Sala de Situação da Defesa Civil.

Chuvas superaram 90 milímetros até às 11h da manhã

Chuvas superaram 90 milímetros até às 11h da manhã. Fotos: Seles Nafes

Apesar de serem esperadas chuvas mais fracas para os próximos dias, mesmo assim o índice pluviométrico deve alcançar 250 milímetros, 120 a mais do que era esperado para todo o mês.

“A expectativa é de que o macapaense passe Natal e Ano Novo com chuvas. Esperamos que não sejam tão fortes”, comentou o meteorologista.

De acordo com Vilhena, o fenômeno não ocorre só em Macapá, mas em todo o estado. Entretanto, ainda não foi possível afirmar o que causou tanta chuva.

“Ainda estamos analisando, mas provavelmente foi o enfraquecimento do El Nino e o fortalecimento do La Nina, que intensifica as chuvas”, observou.

A Defesa Civil registrou poucos pontos de alagamento em Macapá. Também ainda não houve transbordamento de canais. 

Compartilhamentos