Compartilhamentos

SELES NAFES

O ex-deputado estadual Edinho Duarte foi preso na tarde desta quarta-feira, 7, depois de 9 dias foragido. Ele foi detido por uma equipe do Departamento de Captura da Polícia Civil do Amapá quando se apresentava na Vara de Execuções Penais da capital.

Os policiais comandados pelo delegado Celso Pacheco já aguardavam pela chegada do ex-deputado após negociações para que ele se entregasse. A prisão foi efetuada por volta das 17h.

“Ele decidiu se apresentar na Vara de Execuções e fizemos a captura lá mesmo. Estamos agora conduzindo o deputado para a Polícia Técnica (Politec) onde fará o exame de corpo de delito, e posteriormente será recolhido por determinação judicial ao Centro de Custódia do Zerão”, explicou o delegado.

Não há informações sobre se Edinho Duarte ficará na mesma cela que o deputado Moisés Souza (PSC) e o ex-secretário de Finanças da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap), Edmundo Ribeiro Tork Filho.

No dia 28, a pedido do Ministério Público, a justiça determinou o início do cumprimento das penas de Edinho Duarte, Moisés Souza, Edmundo Tork, e os empresários Marcel e Manoela Bitencourt. Os três primeiros foram condenados a 13 anos de prisão, e o casal de empresários a 11 anos de prisão por peculato/desvio e dispensa ilegal de licitação em um contrato de prestação de serviços da Assembleia Legislativa.  A condenação saiu em agosto.

Os empresários continuam sendo procurados pela Polícia Civil do Amapá que comunicou a Interpol e outras forças de segurança brasileiras sobre os mandados de prisão.

“Eles continuam foragidos da justiça, e serão presos em qualquer local mesmo fora do estado para depois serem recambiados ao Amapá. Eles já tiveram os nomes incluídos no banco nacional de procurados”, adiantou o delegado da equipe de Captura.

Compartilhamentos