Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Polícia Federal no Amapá cumpriu mandados de busca e apreensão no início da manhã desta quarta-feira, 14, na cidade de Ferreira Gomes, a 135 quilômetros de Macapá. Os alvos foram residências de ex-funcionários da prefeitura e do atual prefeito, Elcias Borges (PMDB).

A Polícia Federal informou que a “Operação Déjà Vu” (“já visto”, em francês) investiga fraude em licitação na contratação de empresa para negociação “de supostos créditos tributários, no ano de 2015”. O valor do contrato foi de R$ 2 milhões.

O nome da operação faz alusão à investigação que apura crime semelhante ocorrido na Assembleia Legislativa (Alap), no valor de R$ 15 milhões. Assim como na Alap, a prefeitura de Ferreira Gomes também contratou a empresa Sigma, do empresário Walmo Cardoso, que está foragido.

Casa de ex-funcionário é vasculhada por policiais: Fotos: PF/Divulgação

Casa de ex-funcionário é vasculhada por policiais nesta quarta, 14: Fotos: PF/Divulgação

A PF informou que foram expedidos seis mandados de busca e apreensão em Macapá, Santana e Ferreira Gomes. Os mandados estão sendo cumpridos por 30 policiais.

Os crimes investigados são de peculato, associação criminosa, fraude em licitação, lavagem de dinheiro e crime contra a ordem tributária.

Elcias Borges não conseguiu se reeleger este ano. Foi vencido por Divino Rocha (PEN). 

Compartilhamentos