Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um autônomo de 48 anos foi morto a tiros no início da manhã desta quinta-feira, 15, no Bairro do Muca, Zona Sul de Macapá. A vítima estava com o filho nos braços, e os bandidos mandaram que ele colocasse a criança no chão antes de iniciar os disparos.

O homicídio ocorreu por volta das 8h, na Passagem Cleonice dos Santos Azevedo, próximo da Rua Santos Dumont.

Reginaldo Silva de Andrade já tinha cumprido pena no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) por tráfico de drogas. Ele morava com a esposa e filhos no Muca e tinha acabado de sair de casa quando foi abordado pelos criminosos.

Policiais entram em beco onde ocorreu a execução. Fotos: Olho de Boto

Policiais entram em beco onde ocorreu a execução. Fotos: Olho de Boto

Beco onde a vítima foi encurralada e morta. Fotos: Olho de Boto

Local onde a vítima foi encurralada e morta

“A gente tem informações de familiares que avistaram dois elementos sentados numa calçada, e perceberam que um deles estava armado. Eles já chegaram dizendo que ele ia morrer. Eles mandaram a vítima baixar a criança e alvejaram ele”, explicou o tenente P. Rosário, do 1º Batalhão da Polícia Militar.

Ferido com um tiro, Reginaldo Andrade correu para um beco mais foi encurralado pelos criminosos que o atingiram com mais 4 tiros. A vítima foi socorrida e levada até o Hospital de Emergência de Macapá (HE), mas não resistiu.

O menino de 3 anos viu toda a cena, assim como outras pessoas que fizeram relatos à PM e à Polícia Civil que esteve no local.

Cápsulas encontradas no local

Cápsulas encontradas no local

Vítima ainda foi levada para o HE

Vítima ainda foi levada para o HE

Os bandidos não usavam máscaras e nem capacetes, e podem ser reconhecidos por testemunhas. Depois dos disparos, eles levaram um cordão e um relógio da vítima.

“Possivelmente para disfarçar uma possível execução”, observou o oficial da PM.

Parentes suspeitam que o crime tenha sido encomendado dentro da penitenciária.

Compartilhamentos