Compartilhe

CÁSSIA LIMA

A cantora amapaense Taty Taylor vai mostrar toda a musicalidade da Amazônia no réveillon de Zurique, na Suíça, onde ela realiza seu primeiro show internacional na Europa. A apresentação no continente marca a nova fase da cantora que está cheia de planos para 2017.

Taty Taylor viaja nesta terça-feira, 27, para a cidade europeia, onde vai animar o réveillon também de brasileiros que lá residem. No repertório, músicas autorais e interpretações consagradas do universo musical brasileiro, amapaense e internacional.

Casada, mãe de dois filhos e cheia de projetos para o ano novo, a cantora, com 17 anos de carreira, cedeu entrevista ao portal SELESNAFES.COM e já divulgou o lançamento de álbum solo e clipes para 2017. Confira.

O que te levou para a música?

Na verdade, eu desde os 9 anos gostava de cantar, mas ninguém sabia. Depois eu comecei a me mostrar e tive apoio do meu irmão e dos meus pais. E comecei a cantar na escola, colocava caixa amplificada e dava meus shows. Fui fazendo aos poucos, cantei no monumento do Marco Zero bem no início da minha carreira, na Banda Camará, CasaNova, Pique e Banda Babilônia.

A partir de quando a música virou profissão?

Foi quando eu percebi que as pessoas estavam me contratando muito, e eu trabalhava de manhã e de tarde e não podia me dedicar à música. Cheguei a montar o repertório minutos antes do show, sem ensaiar mesmo, sabe? Aí um dia eu disse não pra mim mesma. Se eu vou cantar tem que ser bem feito e eu preciso oferecer o meu melhor. E eu sai do meu emprego pra me dedicar só a música.

Já são 17 anos de carreira.

Já são 17 anos de carreira com participação em bandas e shows solo. Fotos: divulgação

Como foi esse início de carreira?

Olha, foi acontecendo aos poucos. Mas as pessoas foram me abraçando muito rápido. Quando comecei eu era louca, usava figurino de plumas e queria causar mesmo. Tive muito ajuda da minha família e de amigos cantores. Eles que foram me mostrando os caminhos a seguir e por onde eu deveria ir. Depois tudo foi fluindo naturalmente e comecei a cantar com várias bandas.

Cantora viaja no dia 27 para cidade europeia.Fotos: divulgação

Cantora viaja no dia 27 para cidade europeia

O que essa experiência de cantar em banda lhe trouxe?

Olha, eu sempre digo que o artista tem que transitar em todos os estilos e fazer esse trabalho couvert. Isso te dá uma maturidade maior, você aprende muita coisa, especialmente a lidar com situações e assim, é muito comercial, você tem que dar seu melhor. Isso me ajudou muito no âmbito pessoal e profissional. Agora isso tá sendo base pra minha carreira solo.

taty-taylor-fotos-de-divulgacao-5

Para Taty Taylor, o artista precisa transitar em todos os estilos se quiser ganhar experiência

Como será esse álbum solo?

Ah, será um trabalho autoral. Com as coisas da minha personalidade, dos meus ritmos dançantes e que me divertem. Então, ele já vai vir com uma mistura de ritmos, por exemplo, o hit Comigo Ninguém Pode já é um exemplo disso, que a mistura de Raga com Soca, que é uma mistura minha. Além de trazer minha estrutura cultural, são ritmos que o público estrangeiro se diverte.

Como você recebeu esse convite pra comandar o réveillon suíço?

É mais uma etapa da minha carreira que vem como aprendizado, mais maturidade e mais experiência, nesses meus anos de estrada. Vai ser um show bem dançante e latino. Eu estou muito feliz e muito empolgada. A expectativa é muito grande e eu estou encarando como um novo desafio. Um amigo meu me disse, “Taty seja você”, e é o que vou fazer.

Taty lança primeiro trabalho autoral em 2017

Taty lança primeiro trabalho autoral em 2017

O que o público pode esperar da Taty para 2017?

Muita coisa boa. Vem novos projetos, espaço cultural, cd, clips e muita coisa boa.  Vou fazer o lançamento de meu primeiro álbum autoral, ainda sem data fechada. Mas não vou dar detalhes para não estragar a surpresa. Tem também a inauguração de um novo espaço cultural na noite amapaense. Já tenho contratos fechados para o primeiro semestre do ano para as noites amapaenses e vou continuar minhas apresentações com a Banda Babilônia e a Babikids.

Compartilhe