Compartilhamentos

JÚLIO MIRAGAIA

Wellany Taynara Farias Campos, de 27 anos, já não sabe a quem recorrer em busca da filha que está desaparecida desde o domingo, dia 4.

Até o momento, não há notícias do paradeiro de Maria Eduarda Farias Campos, de 7 anos. A criança foi levada pelo pai, Vandenilson Souza da Silva, de 36 anos, sem autorização da mãe, de sua residência, no Bairro Paraíso, em Santana.

Maria Eduarda e a mãe, Wellany Taynara: pai entrou na casa e levou a menina sem que fosse visto. Fotos: arquivo familiar

Maria Eduarda e a mãe, Wellany Taynara: pai entrou na casa e levou a menina sem que fosse visto. Fotos: arquivo familiar

Ela conta que não viu quando o ex-marido entrou em casa, durante a tarde de domingo. Maria Eduarda e a irmã mais velha estavam assistindo televisão no quarto quando ele chegou e a levou.

“Quando minha outra filha correu para avisar, nós estávamos lá pra trás de casa. Entrei no quarto e ela já tinha sumido. Foi muito rápido tudo isso”, disse desesperada a mãe.

Criança estava no quarto com a irmã, vendo televisão, quando foi levada

Criança estava no quarto com a irmã, vendo televisão, quando foi levada

Wellany e Vandenilson tiveram um relacionamento que tem o mesmo período de duração da idade da filha. A mãe recorreu ao Conselho Tutelar de Santana e até a Polícia Civil, mas nenhuma busca foi feita, de acordo com seu relato.

“Tanto o Conselho Tutelar, quanto a Polícia Civil disseram que não podem fazer nada sem um paradeiro de minha filha”, lamentou com tom de indignação Wellany.

Ela revelou ainda que o pai chegou a ligar na segunda para a avó materna da criança, dizendo que está tudo bem, mas não disse onde estava.

Maria Eduarda já tinha sido raptada pelo pai quando tinha apenas um ano e meio. Na ocasião, Vandenilson abandonou a criança desnutrida na casa de uma amiga

Maria Eduarda já tinha sido raptada pelo pai quando tinha apenas um ano e meio. Na ocasião, Vandenilson abandonou a criança desnutrida na casa de uma amiga

O que mais preocupa Wellany é que o ex-marido já havia desaparecido com a criança quando ela tinha um ano e meio, em 2010, na cidade de Santarém, no estado Pará.

“Ele fez isso quando fui embora de Macapá pra Santarém, me perseguiu e levou a criança. Sumiu sem deixar paradeiro e depois abandonou minha filha na casa de uma amiga, ela estava muito magra”, disse preocupada. 

Após a separação, Vandenilson já chegou a ser preso por roubo também na cidade de Santarém e esse é outro motivo que preocupa a mãe.

Mãe pede ajuda para encontrar a pequena Maria Eduarda

Mãe pede ajuda para encontrar a pequena Maria Eduarda

Sem possuir fotos do ex-marido, Wellany aguarda uma amiga obter uma no registro da Polícia Civil do Pará, por seus antecedentes criminais. 

Ela pede que qualquer informação sobre o paradeiro da criança seja repassada para seu telefone ligando ou por whatsapp para o número 99139-5481. 

Compartilhamentos