Compartilhamentos

De Santana, FERNANDO SANTOS

O presidente da Câmara de Vereadores de Pracuúba, município a 258 quilômetros de Macapá, se envolveu em uma grande polêmica depois que a ex-esposa o denunciou por violência doméstica. No entanto, o vereador Alcir Mendes Gurjão (PDT), de 40 anos, diz que também foi lesionado. O caso foi parar na delegacia de polícia.

Ana Cristina dos Santos da Silva, de 24 anos, faz questão de ser identificada, e diz que foi agredida com socos e ponta-pés, além de ter sido arrastada pelo chão. A agressão ocorreu na última quarta-feira, 30, no início da noite.

Lesão teria sido causada por uma mordida do vereador

Lesão teria sido causada por uma mordida do vereador

Foto tirada no dia da última briga

Foto tirada no dia da última briga

“Ele me dava socos e chutes. Chutava na minha barriga e cabeça. Me arrastou pelo chão e ainda arrancou uma das minhas unhas com mordidas”, denunciou a ex-esposa.

A jovem, que trabalha como assistente-administrativa numa unidade básica de saúde da região, conta que vive há 10 anos com o vereador, ou seja, desde os 14 anos, e que essa não foi a primeira agressão. Nos últimos 5 anos, episódios semelhantes teriam ocorrido.

Nas últimas brigas, ela alega ter sido ameaça de morte pelo vereador. O motivo de tantos conflitos seriam supostas relações extraconjugais do então marido.

"Ele me dava socos..."

“Ele me dava socos…”

Unha teria sido arrancada com os dentes

Unha teria sido arrancada com os dentes

“Na quarta, eu peguei mensagens da amante no celular dele. Ele já teve caso com a prima dele, tem até um filho com ela, mesmo estando comigo. Ele sempre quis me prender a essa relação. Vivo com ele desde os meus 14 anos. Na última briga, ele ligou pra minha mãe dizendo que ia me matar e me ameaçou também”, garantiu ela.

Por outro lado, o presidente da câmara diz que ambos se agrediram na última briga. Ele conta que ela quebrou objetos da casa, como espelhos além de uma impressora, e que também fez vários ferimentos nele. 

Vereador exibe arranhões no rosco

Vereador exibe arranhões no rosco

...unha também quebrada

…unha também quebrada

...e mais ferimentos

…e mais ferimentos

O parlamentar também nega ter feito ameaças de morte.

“Ela me agrediu também, mas muitos cortes nela foram de espelhos quebrados. Eu nunca ameacei ela de morte. Ela sim, já me ameaçou de morte. Ontem ela gritava, dizendo que era o dia em que eu ia morrer. Os vizinhos ouviram”, se defendeu.

O vereador “Leco”, como é conhecido na cidade, está em seu terceiro mandato.

Ana Cristina registrou boletim de ocorrência numa unidade da Polícia Civil no município de Tartarugalzinho, delegacia que assiste também a região de Pracuúba. O caso está sendo apurado.                       

Compartilhamentos