Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um criminoso conhecido como Alan “Maniçoba” foi morto a tiros por um homem ainda não identificado pela Polícia Militar. O atirador baleou o assaltante que estava fugindo depois do roubo a um estabelecimento comercial. Outras duas pessoas foram atingidas por balas perdidas.

O caso ocorreu na Avenida Vereador José Tupinambá, no Bairro do Perpétuo Socorro, zona leste de Macapá, por volta das 19h50min. O local é conhecido como “Caesinha”. 

Alan Moreira Batista, de 19 anos, já tinha passagens pelo Centro Socioeducativo de Internação Masculina (Cesein).

“Ele estava quieto, não estávamos ouvindo falar nele ultimamente”, comentou o sargento Amim, do 6º Batalhão da PM.

Contudo, de acordo com populares, na noite desta quinta-feira, 26, Alan Maniçoba e um comparsa assaltaram um mercantil, e, quando estavam fugindo, alguém fez vários disparos em direção à dupla. Alan Maniçoba foi atingido e caiu da moto.

A Polícia Militar conversou com testemunhas, mas ouviu versões diferentes a respeito do atirador.

“Testemunhas disseram que os tiros foram efetuados por homens em uma moto, mas outros falaram num carro que teria passado pelo local”, acrescentou o sargento.

Policiais ouviram testemunhas com versões contraditórias

Policiais ouviram testemunhas com versões contraditórias

O portal SELESNAFES.COM conversou com um rapaz que disse ter visto tudo acontecer. 

“Eu só vi na hora que ele veio correndo de lá. Um outro rapaz vinha atirando. Não sei quem era. O rapaz (Alan Maniçoba) estava vivo ainda, conversando, mas depois veio a óbito”, disse.

Ainda segundo a mesma testemunha, os dois criminosos estavam numa motocicleta.

“Quando o comparsa viu que ele estava ferido no chão, pegou a arma, subiu na motocicleta e fugiu”, acrescentou.  

Alan Batista, o "Maniçoba", tombou ferido, mas ainda estava consciente. Foto: Arquivo policial

Alan Batista, o “Maniçoba”, tombou ferido, mas ainda estava consciente. Foto: Arquivo policial

Uma equipe do Samu foi acionada, mas constatou o óbito no local. Parentes fizeram o reconhecimento do corpo da vítima ainda no bairro. Um dos tiros acertou o tórax, e outro o braço esquerdo.

Uma mulher de 33 anos,  que está grávida, foi ferida por uma bala perdida no tórax. Ela foi socorrida e levada em estado grave para o Hospital de Emergência de Macapá (HE) onde deu entrada ainda consciente. Ela sera submetida a uma cirurgia.

Compartilhamentos