Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

O tenente-coronel Paulo Matias está de volta ao comando do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da PM do Amapá. A posse ocorreu na manhã desta sexta-feira, 13. O oficial participou da criação do batalhão há 14 anos.

A escolha foi do coronel Rodolfo Pereira, comandante geral da PM desde o início de janeiro, e que já foi comandante do Bope, onde atuou durante cinco anos.

“Com o Bope fechamos um ciclo de mudanças nos comandos dos batalhões. O tenente-coronel Matias é experimentado e tenho certeza que exercerá um excelente papel. Entrei para o comando geral disposto a trabalhar dia a noite para reduzir a criminalidade”, comentou o novo comandante geral da PM.

Novo comandante ao lado do novo diretor de Operacões, tenente-coronel Jackson. Fotos: Olho de Boto

Novo comandante ao lado do novo diretor de Operacões, tenente-coronel Jackson. Fotos: Olho de Boto

O tenente-coronel Paulo Matias estava no comando do BRPM outro batalhão de elite da PM, e substitui a partir de agora o tenente-coronel Jackson, que comandou o batalhão nos últimos dois anos, e agora será o novo diretor de Operações da PM.

“No Bope eu comandava apenas as operações do meu batalhão. Agora vamos comandar as operações da PM em todo o estado. É muita responsabilidade”, avaliou o ex-comandante do Bope.

O novo comandante do Bope está em casa, mais do que nunca. Paulo Matias participou da criação do batalhão em 2002, e atuou na formação dos primeiros policiais da tropa de elite da PM. Ele antecipou que a qualificação profissional será permanente no Bope.  

“A prioridade será sempre instrução e orientação, como os cursos de choque, giro (motocicletas), gerenciamento de crises e outros cursos para que os policiais continuem prestando um bom serviço à sociedade”, adiantou.

Tropa foi criada em 2002

Tropa foi criada em 2002

Conta com grande estrutura....

Conta com grande estrutura….

...e possui várias companhias especiais

…e possui várias companhias especiais

E ainda mandou um recado para os criminosos.

 “A bandidagem agora que se cuide. O trabalho já era bem desempenhado e vamos continuar. O bandido tem a filosofia dele, e nós em defesa da nossa própria vida e da sociedade temos a nossa. Faremos aquilo que for necessário. Atirar na polícia é uma agressão a um agente público. Daremos sempre a resposta à altura que o bandido merece”, finalizou.

A cerimônia de troca de comando foi acompanhada por delegados da Polícia Civil, com direito a apresentação especiais das companhias do Bope. 

Novo comandante geral da PM, Rodolfo Pereira, já comandou o Bope

Novo comandante geral da PM, coronel Rodolfo Pereira, já comandou o Bope

Compartilhamentos