Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

O corpo de um homem foi encontrado jogado dentro de um terreno alagado, na frente de uma residência, na manhã desta quarta-feira, 4, na Passagem José Almeida, Avenida Maranhão, no Bairro do Pacoval.

Por volta das 10h, vizinhos sentiram um forte odor e abriram o portão de acesso da casa e se depararam com o cadáver. A equipe da Polícia Militar que chegou até o local não conseguiu, preliminarmente, encontrar marcas de violência no corpo que estava em avançado estado de decomposição.

Luciano Castro de Souza, 36 anos, havia sido visto pela última vez no domingo, dia 1º. A vítima era eletricista e já prestou serviços para a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), mas estava desempregada. Ele fazia bicos e bebia muito, de acordo com relatos de vizinhos.

Vizinhos sentiram forte odor e descobriram cadáver. Fotos: Olho de Boto

Vizinhos sentiram forte odor e descobriram cadáver. Fotos: Olho de Boto

O proprietário da casa não foi encontrado. O ar condicionado da residência está ligado, mas sem ninguém dentro e o local está todo fechado. De acordo com o sargento Diógenes, do 6º Batalhão da Polícia Militar, os vizinhos informaram que Luciano estava na segunda-feira, 2, bebendo nas proximidades e depois não o viram mais.

“O proprietário da casa deveria ter acionado a polícia, é estranho. Não dá para ver se há marcas de violência no corpo por estar submerso. Seria fácil para o dono da residência observar o corpo de dentro da casa ou quando saísse”, comentou o sargento.

Policiais encontraram a casa trancada e Luciano no matagal, após o portão de entrada

Policiais encontraram a casa trancada e Luciano Castro no matagal, após o portão de entrada

Politec fará perícia para descobrir causas da morte

Politec fará perícia para descobrir causas da morte

Um dos vizinhos, Valdez Castelo, mototaxista, acredita que é possível que Luciano Castro tenha se afogado no lago, devido a embriaguez. Ele conta que o viu pela última vez na noite de segunda, quando saía para trabalhar.

“Encontrei com ele e estava muito bêbado. Tinha outro colega nosso que estava numa moto e eles estavam vindo pra cá para o pátio para deitar e dormir.  E ele caiu, deve ter se afogado. O dono da casa não mora aí, creio que ele foi autorizado a ficar aí, era eletricista, mas não estava mais na ativa”, disse Castelo.

Vizinhos acreditam que Luciano pode ter caído bêbado e se afogado

Vizinhos acreditam que Luciano Castro pode ter caído e se afogado

No fim da manhã, o corpo do eletricista foi removido por uma equipe da Polícia Técnica (Politec) para que seja periciado e identificada a causa da morte do homem. A investigação ficará a cargo da delegacia de homicídios da Polícia Civil, que estava com uma equipe no local.

Compartilhamentos