Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

O Centro Estadual de Língua e Cultura Francesa Danielle Mitterrand, vai disponibilizar 550 vagas para alunos de escolas públicas de Macapá ainda nesse semestre.

Os estudantes serão selecionados a partir do desempenho na matéria de língua portuguesa. Além de alunos, profissionais que lidam diretamente com turistas também poderão acessar uma das vagas nos cursos de formação continuada.

A informação partiu do Núcleo de Educação Profissional da Secretaria Estadual de Educação (Seed) na quinta-feira, 12. Todos os anos, o centro disponibilizava as vagas por meio de processo seletivo, só que este ano será diferente. As vagas serão para todos os alunos do primeiro ano do ensino médio da rede pública estadual de ensino.

Serão 550 vagas para o primeiro ano do ensino médio por meio análise, levando em conta o desempenho escolar do aluno na disciplina de língua portuguesa. 

Além dessas vagas, serão ofertados cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC)  com duração de 160 horas para pessoas que atuam nos mais diversos ramos de trabalho. Os primeiros cursos FIC’s visam atender as categorias de mototaxistas, taxistas, garçons e do turismo, podendo abranger os  trabalhadores dos estabelecimentos na Beira Rio, como os vendedores de batata frita e proprietários de barracas na Praça do Coco.

Os cursos FIC’s serão ofertados de acordo com o planejamento e organização do Centro, bem como firmar parcerias com as classes interessadas, podendo ser a partir de março de 2017. O número de vagas para esses cursos não foi informado. 

“Dessa maneira, o centro consegue atingir a comunidade. Assim fica mais organizado, o que mostra que a escola está se organizando”, informou Laudia Góes, do Núcleo de Educação Profissional da Seed.

O Centro está sendo reestruturado pedagogicamente para se legalizar junto ao Sistema Nacional de Informações da Educação (Sistec), em virtude das ofertas dos FIC’s, e ao Conselho Estadual de Educação (CEE/AP), após realizar certificação em conformidade com a legislação da Educação Profissional. Está sendo formatado o processo para criação através de decreto do Centro Estadual em Línguas Danielle Mitterrand de acordo com o Plano Estadual de Educação (PEE) aprovado em 2015, em que há metas a serem cumpridas, conforme a exigência da lei.  

Todas as turmas que estão fazendo o curso em língua francesa continuam normalmente até  seu término de carga horária.

Compartilhamentos