Compartilhamentos

SELES NAFES

Uma família inteira do Amapá morreu carbonizada nesta segunda-feira, 16, num grave acidente ocorrido na BR-010, acesso para a capital do Maranhão, São Luís. Quatro adultos e duas crianças morreram no local, entre eles um professor da Universidade Estadual do Amapá (Ueap).

O portal SELESNAFES.COM entrou em contato com a Polícia Rodoviária do Maranhão. De acordo com a PRF, o acidente ocorreu às 16h15min, no município de Porto Franco, a cerca de 700 quilômetros de São Luís.

A Chev/Spin placa BAA-4360, conduzida pelo professor Fábio Xavier da Silva Araújo, de 35 anos, teria perdido o controle do veículo ao passar por um buraco batendo lateralmente com a parte esquerda também na parte de um caminhão que trafegava no sentido contrário, e depois em mais dois veículos também no sentido contrário.

Spin bateu na lateral do caminhão...

Spin bateu na lateral do caminhão…

...e depois em mais 3 veículos

…e depois em mais 3 veículos. Fotos: PRF-MA/Divulgação

A Spin explodiu e pegou fogo matando todos os ocupantes. De acordo com a PRF, foram confirmadas as mortes de:

Fábio Xavier da Silva Araújo, condutor

Baltazar Eurípedes de Sousa, 71 anos

Maria do Socorro Nascimento Feitosa, 51 anos

Rafaella Sousa Xavier, 31 anos

Victor Sousa Xavier, 12 anos

e Vanessa Sousa Xavier, 4 anos

Um idoso de 72 anos que estava numa picape Nissan Frontier ficou gravemente ferido e um adolescente de 15 anos teve ferimentos leves. O motorista do caminhão Scannia saiu ileso do acidente.

Carro com a família explodiu matando todos os ocupantes

Carro com a família explodiu matando todos os ocupantes

A PRF informou que a rodovia está em boas condições, apesar de a Spin ter passado por um buraco.

“Essa rodovia praticamente não tem buraco, é muito raro. Tem esse buraco lá, mas teve também o excesso de velocidade, tanto que é que bateu em 3 veículos”, avaliou o inspetor Noberto, do Núcleo de Comunicação Social da PRF.

O portal SELESNAFES.COM está tentando contato com a família em Macapá, para saber sobre os procedimentos de translado dos corpos. Fábio Xavier era professor de inglês na Ueap e a sogra, Maria do Socorro Nascimento Feitosa, também era professora.

A  imprensa do Maranhão diz que a bagagem da família no carro tinha lacres ainda da companhia aérea, e que o carro teria sido alugado no aeroporto. 

Compartilhamentos