Compartilhamentos

INFORME PUBLICITÁRIO

Nesta semana, a empresa Fort Select, que faz a limpeza e conservação do Parque do Forte, promete finalizar a recuperação da iluminação do local. Além de lâmpadas de LED, o parque receberá novo cabeamento elétrico já que o antigo foi todo furtado.

A empresa que possui contrato com a Secretaria de Cultura (Secult) trabalha em duas etapas: a primeira é de recuperação da iluminação, e a segunda é a troca de luminárias convencionais para as de LED.

Lâmpadas convencionais serão substituídas por sistema mais seguro e com melhor iluminação. Fotos: Cássia Lima

Lâmpadas convencionais serão substituídas por sistema mais seguro e com melhor iluminação. Fotos: Cássia Lima

De acordo com o diretor operacional da Fort Select, Mauro Cavalcante, todas as lâmpadas localizadas na frente da Fortaleza serão alimentadas com energia solar. O restante do sistema de iluminação contará com novo cabeamento.

“Nossa meta é mudar toda a iluminação pra LED para ter qualidade e diminuir essa escuridão que provoca essa insegurança. Mas por enquanto somente a parte da frente e uma lateral terão LED, a outra parte será LED mas com energia convencional”, destacou.

Mauro Cavalcante, da Fort Select:

Mauro Cavalcante, da Fort Select: meta é mudar toda a iluminação do parque

A empresa que é também representante da Tellusmater, usa há seis anos a tecnologia LED, importando o material de Portugal. Esses produtos ainda não novos na sistema de iluminação pública do Amapá. A lâmpada pode ser acoplada ao sistema convencional pela simplicidade da execução.

Luminária roubada. Ações criminosas tornam lugar mais escuro e propício a roubos

Luminária roubada. Ações criminosas tornam lugar mais escuro e propício a roubos

“A iluminação LED é autossustentável, econômica, tem durabilidade e traz responsabilidade ambiental. A qualidade da luminosidade é melhor, além de uma economia de até 90% no consumo”, frisou Mauro Cavalcante.

Texto: Cássia Lima

Compartilhamentos