Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Foi adiado o leilão de três imóveis pertencentes à Amapá Previdência (Amprev), marcado para ocorrer na próxima quinta-feira, 16. O processo ficou sem nova data definida. De acordo como governo do Estado, questões burocráticas impedem a realização do certame.

O objetivo da Amprev com as vendas é diminuir custos e arrecadar recursos para o Fundo Previdenciário do Estado. Em 2016, o órgão realizou o leilão de oito veículos, arrecadando cerca de R$ 100 mil.

A emissão de documentos importantes, que depende de outros órgãos, é o que estaria atrasando o leilão.

“Precisamos estar com todos os documentos em mãos para entregar à pessoa, assim que o lote for arrematado. Mudamos a data para que não haja atropelos nesse processo”, explicou Ivaldo Dantas, gerente administrativo e financeiro da Amprev.

A previsão do governo é arrecadar com o leilão cerca de R$ 3,2 milhões, que será destinado para o fundo da Amprev.

Os imóveis estão localizados na Avenida Mendonça Furtado, no Centro, com valor estimado de R$ 1,4 milhão; outro na Avenida FAB, em frente à Câmara de Vereadores, avaliado em R$ 1,6 milhão; e o terceiro no município de Santana, na Passagem Atlântica, no valor de R$ 200 mil.

Para arrematar um dos imóveis, os interessados devem cumprir requisitos como realizar o depósito de uma caução no ato da compra e 48 horas depois realizar o pagamento do valor restante.

Foto destaque: Secom/divulgação

Compartilhamentos