Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O Campus 2 da Universidade Estadual do Amapá (Ueap), localizado na escola técnica Graziela Reis de Souza, no Centro de Macapá, não tem previsão de volta às aulas. As atividades no prédio anexo da instituição foram suspensas desde o desabamento de parte do telhado, ocorrido no dia 1 de fevereiro.

Área interditada depois de desabamento de parte do telhado. Fotos: Cássia Lima

Área interditada depois de desabamento de parte do telhado. Fotos: Cássia Lima

A orientação de suspensão é da Defesa Civil, que vistoriou o prédio no último sábado, 4, onde foram detectadas a necessidade de realização de inspeções técnicas complementares nos telhados da instituição.

A parte que desabou está isolada. A sala que foi afetada com o desabamento do teto estava desativada. A informação é que o espaço seria usado para a construção de um laboratório de ciências do centro técnico cedido para a Ueap.

área interditada (3)

Local com a estrutura comprometida serviria para o funcionamento de um laboratório

Sala teve acesso bloqueado

Sala teve acesso bloqueado

A reitoria da universidade informou ao portal SELESNAFES.COM que já está buscando soluções para que o calendário acadêmico não sofra atrasos. A realocação das turmas para outro espaço físico é uma delas, assim como a reforma que deve ser feita pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf).

O cronograma de reforma do Graziela conta com a recuperação do telhado, portas, quadros e móveis que estavam na sala. Não há prazo definido para sua finalização.

Mudança de cursos para o Graziela foi motivado por economia de aluguel de prédio

Mudança de cursos para o Graziela foi motivado por economia de aluguel de prédio

Transferência

As aulas do Campus 2 da Ueap foram transferidas para o Graziela no dia 8 de agosto de 2016. O centro técnico foi adaptado para atender os cursos de música, letras, design, filosofia, pedagogia e suas respectivas coordenações. A mudança foi uma forma de a universidade economizar com pagamentos de aluguéis.

Graziela Reis (2)

Instituição usa o centro como prédio anexo desde agosto do ano passado

Compartilhamentos