Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Treze pessoas, entre elas quatro crianças, ficaram quase três horas sob a mira da arma de um assaltante na tarde deste domingo, 5, no município de Santana, a 17 quilômetros de Macapá. Duas vítimas foram feridas pelo criminoso, que acabou se entregando. O comparsa dele foi morto pela Polícia Militar.

A crise começou no Ramal do Delta, Bairro da Piçarreira, por volta das 14h30min, depois que dois bandidos armados invadiram um mercantil. Eles roubaram objetos pessoais dos clientes e funcionários, cigarros e a renda do caixa.

Moradores acompanham a crise no Bairro da Piçarreira. Fotos: Olho de Boto

Moradores acompanham a crise no Bairro da Piçarreira. Fotos: Olho de Boto

Mercantil foi invadido pelos dois bandidos

Mercantil foi invadido pelos dois bandidos

Na fuga, pela parte de trás do mercantil, eles se depararam com uma viatura da Companhia Especializada em Patrulhamento Motorizado (CERPM) do 4º Batalhão da PM. A equipe fazia patrulhamento na área quando foi acionada.

Os dois criminosos atiraram contra os policiais que revidaram atingindo um deles, identificado depois como Alan Carlos Mascarenhas Ferreira, de 17 anos, o “Alanzinho”. Ele foi socorrido pelos policiais e levado até o Hospital de Pronto Socorro, onde morreu.

O comparsa dele, Thiago da Silva dos Santos, de 19 anos, voltou para o mercantil e rendeu 13 pessoas, iniciando a crise. Thiago dos Santos já responde processos por roubo e tentativa de homicídio, e estava foragido do Centro Socioeducativo de Internação Masculina (Cesein) havia mais de 1 ano.

Bope chega para assumir a negociação com o assaltante

Bope chega para assumir a negociação com o assaltante

Refém libertada sendo atendido pelo Corpo de Bombeiros

Refém libertada sendo atendido pelo Corpo de Bombeiros

O mercantil foi cercado pela PM e o Batalhão de Operações Especiais (Bope) foi chamado para negociar a rendição e libertação dos reféns.  

“A negociação foi tensa porque houve disparos, reféns feridos, o causador da crise ferido, e as pessoas bastante abaladas. O Samu teve muito trabalho porque uma das vítimas teve problemas respiratórios. Outra vítima foi muito agredida com murros, isso confirmado por outros reféns”, relatou mais tarde o comandante do Bope, tenente-coronel Paulo Mathias.  

Na medida em que as negociações avançavam, o criminoso ia liberando alguns reféns. Alguns foram atendidos por equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros. Uma das vítimas saiu com um ferimento no pé esquerdo produzido por fragmentos de uma lajota destruída por um tiro disparado assaltante.

Reféns foi ferido no pé por estilhaços produzidos por um tiro

Reféns foi ferido no pé por estilhaços produzidos por um tiro

Armas do assaltantes...

Armas do assaltantes…

...e objeto recuperados

…e objetos recuperados

Ao todo, a PM contou três tiros disparados dentro do mercantil. Thiago dos Santos também ficou ferido com um tiro no pé, disparado acidentalmente por ele mesmo.

Por volta das 17h, o criminoso se entregou e libertou os últimos reféns. Depois de ser atendido no Hospital de Pronto Socorro, ele foi apresentado na 1ª Delegacia de Polícia de Santana junto com as vítimas.

Todos os objetos do roubo foram recuperados pela PM.

Alanzinho foi morto pela PM...

Alanzinho foi morto pela PM…

...enquanto Thiago dos Santos foi atendido e depois autuado em flagrante. Estava foragido há 1 ano do Cesein

…enquanto Thiago dos Santos foi atendido e depois autuado em flagrante. Estava foragido há 1 ano do Cesein

Compartilhamentos