Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Três homens morreram numa troca de tiros com policiais do Bope durante uma tentativa de assalto a uma empresa de vigilância na madrugada desta quarta-feira, 22.

O confronto ocorreu por volta das 4h30min, no Bairro Renascer, zona norte de Macapá, na sede da empresa Pargel.

A equipe foi acionada pelo Ciodes que recebeu a ligação de um vigilante que estava de plantão no prédio da empresa, informando que o lugar estava sendo invadido por três elementos encapuzados e armados.

Empresa alvo dos bandidos. Fotos: Olho de Boto

Empresa alvo dos bandidos. Fotos: Olho de Boto

Balaclava ainda suja de sangue usada por um dos bandidos para encobrir o rosto

Balaclava ainda suja de sangue usada por um dos bandidos para encobrir o rosto

Uma equipe que estava na zona norte auxiliando outros batalhões no patrulhamento da capital chegou rapidamente ao local e surpreendeu os bandidos ainda escalando um muro alto que fica nos fundos do terreno. Houve troca de tiros.

Foram pelo menos dois disparos na direção dos policiais que conseguiram se proteger e revidar. Os bandidos foram feridos e ainda levados para o Hospital de Emergência de Macapá aonde já chegaram mortos.

Corda usada pelos bandidos para escalar o muro

Corda usada pelos bandidos para escalar o muro

Bandidos estavam fortemente armados

Bandidos estavam fortemente armados

“Foi uma ousadia, já que eles sabiam que ali havia vigilante armado. O alvo poderia ser as armas dos vigilantes ou outros objetos. Isso ainda será investigado”, comentou o tenente-coronel Paulo Mathias, comandante do Bope.

A PM acredita que o trio estava agindo com a cobertura de algum carro de apoio.

“Podem ter recebido também informações privilegiadas de dentro do estabelecimento de segurança, mas isso é a Polícia Civil quem vai checar para saber qual era o foco principal deles”, ponderou.

O comandante do Bope elogiou a conduta do vigilante. 

“A gente orienta os vigilantes que continuem procedendo assim, que liguem para o 190. Se o vigilante tivesse ido verificar a situação poderia ter perdido a vida. Isso vale para moradores, comerciantes e outras pessoas”, orientou o comandante.

Apenas um deles foi identificado

Apenas um deles foi identificado

Paulo Mathias, comandante do Bope: vigilante agiu corretamente

Paulo Mathias, comandante do Bope: vigilante agiu corretamente

Até o início da manhã, dos três criminosos, apenas um foi identificado porque estava portando uma carteira de identidade. Se o documento não for falso, o nome é Evandro Pinheiro Ferreira, de 29 anos, natural de Macapá.

Foram apreendidos um revólver calibre 38, uma pistola 380 e uma cartucheira calibre 20, além de uma balaclava e uma corda feita de tecidos que estava sendo usada para escalar o muro. 

Compartilhamentos