Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A Secretaria Municipal de Manutenção Urbanística (Semur) investiga quem são os moradores que jogaram lixo na casa de uma mulher com transtornos mentais que acumulava entulhos no conjunto do Cabralzinho, na zona oeste de Macapá.

A prefeitura chegou a retirar,  no dia 2 de fevereiro, 10 toneladas de entulho da residência que tinha desde carcaça de geladeira, lixo de obra, louças velhas e muito entulho. Mas, no sábado, 11, populares despejaram lixo na casa que já havia sido limpa.

Equipe da Semur teve que retornar ao local onde dias atrás recolheu toneladas de lixo. Fotos: PMM/divulgação

Equipe da Semur teve que retornar ao local onde dias atrás recolheu toneladas de lixo. Fotos: PMM/divulgação

A prefeitura chegou até a casa por meio de uma denúncia enviada ao WhatsApp da Semur de que alguém jogou lixo de capina no local. Os moradores próximos da casa não souberam informar quem depositou o lixo, mas o fato é que se aproveitaram da condição da acumuladora.

As equipes da Prefeitura, que estavam fazendo a limpeza da praça do conjunto, retornaram ao local e recolheram o lixo novamente. Vale lembrar que o descarte irregular de lixo é considerado infração grave, de acordo com a Lei Municipal Complementar que prevê notificação e multa, que varia entre R$ 50 a R$ 2 mil.

Lixo jogado por moradores

Lixo jogado por moradores

A secretaria pede que a população ajude a tornar a cidade mais limpa depositando o lixo nos dias de coleta e denuncie pelo número (96) 99147- 1050, o contato fica a disposição dos fiscais.

Compartilhamentos