Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

O colombiano Marlon Ignacio Diaz Gil, de 27 anos, foi preso na madrugada deste sábado, 11, por tráfico de drogas, em frente a sua residência no Bairro Renascer 2, zona norte de Macapá.

Ele foi denunciado para a polícia por moradores que perceberam a comercialização e o consumo de entorpecentes no local.

Marlon Ignacio tentou fugir, mas foi interceptado em frente a sua casa. Fotos: Olho de Boto

Marlon Ignacio tentou fugir, mas foi interceptado em frente a sua casa. Fotos: Olho de Boto

Quando uma equipe do 2º Batalhão da Polícia Militar (2º BPM) chegou até no endereço para averiguar a situação, por volta de 0h30, dois dos moradores do kit net, que estavam no local na hora, tentaram fugir, sendo que apenas um logrou êxito e Marlon Ignacio foi preso.

A PM encontrou dentro do lar 48 porções de substância entorpecente, maconha, mais uma quantia de dinheiro de cerca de R$ 6,3 mil, vários cartões de empréstimo e um caderno de contabilidade.

Porções de maconha, dinheiro e caderno de contabilidade foram encontrados

Porções de maconha, dinheiro e caderno de contabilidade foram encontrados

De acordo com o tenente Liebert, do 2ºBPM, o acusado disse para os policiais primeiro que trabalhava como pedreiro e depois que o material foi encontrado dentro do kit net, ele contou que emprestava dinheiro a juros.

O policial explicou também que populares informaram que reside no kit net 5 colombianos que formavam uma rede para a prática tanto do tráfico, quanto da agiotagem. 

“Trata-se de uma rede que atua na cidade, recebemos informações que quando o cidadão não consegue pagar a conta eles começam a ameaçar através de extorsão, fazendo cobrança com arma de fogo, como relatado por algumas pessoas”, disse o tenente.

Grupo era bem organizado

Grupo era bem organizado

O policial agradeceu ainda a colaboração da comunidade em denunciar o infrator. 

“Agradecemos a comunidade, o trabalho junto à polícia que serve aos dois lados, para a polícia tirar o meliante e para a comunidade tirar o mal de perto deles”, finalizou.

O suspeito e os objetos foram apresentados no Ciosp do Pacoval para providências.

Compartilhamentos