Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O governo do Estado anunciou nesta quinta-feira, 23, que pagará a partir desta sexta, 24, a primeira parcela (60%) do salário do funcionalismo público, o equivalente a R$ 57 milhões. Os outros 40% estarão disponíveis até o dia 10 de março, informou a Secretaria de Estado da Fazenda.

Pelas contas do governo, com a primeira parcela chega a R$ 115 milhões a quantidade de dinheiro em circulação na economia do Amapá num período de 10 dias. Na semana passada, o mercado recebeu injeção de R$ 58 milhões com o pagamento de fornecedores, prestadores de serviços, obras, programas sociais e precatórios.

O pagamento só foi possível porque o governo aproximou a abertura do orçamento do início do exercício financeiro.

“Decretamos a abertura do orçamento no primeiro mês do ano e estamos priorizando o pagamento de quase todos os restos a pagar de 2016. Em 26 anos, o Estado só abria o orçamento em março e não tinha compromisso com os débitos do ano anterior. Estamos findando um ciclo de calote público imposto aos fornecedores durante anos no Amapá”, resumiu o governador.

Waldez lembrou que o governo tem compartilhado com outros Poderes e entidades civis a situação do Estado na tentativa de dar mais transparência e controle de gastos.

“Nós entregamos as senhas do Siplag para que todos pudessem acompanhar os gastos públicos. Isto fez com que nós construíssemos um ambiente institucional transparente e com mais confiança e tranquilidade para trabalhar o orçamento”, reforçou o governador.

Waldez informou ainda que o Fundo de Estabilização da Folha de Pagamento está com quase 80% do valor necessário para que os salários voltem a ser pagos integralmente.  Atualmente, o Estado negocia com a União novos repasses de repatriação.

Compartilhamentos