Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), disse esta semana que o Estado já possui R$ 60 milhões em caixa para composição do fundo de estabilização da folha de pagamento dos servidores públicos. Contudo, explicou que, para os salários serem normalizados, será necessário ter em caixa cerca de R$ 100 milhões.

“Esta será uma das nossas principais prioridades econômicas. Já temos R$ 60 milhões em caixa para composição de um fundo de estabilização da folha. Quando este montante estiver próximo de R$ 100 milhões, vamos poder garantir que o pagamento dos servidores estaduais volte à normalidade. Até lá, teremos que manter o escalonamento e o parcelamento”, avisou o gestor.

Não há, porém, previsão de quando a meta será alcançada para por fim ao parcelamento.

Atualmente, o salário dos servidores estaduais do Amapá é parcelado em duas vezes. Na primeira data, o governo do Estado efetua o pagamento de 60% dos vencimentos, e na segunda data são efetuados os 40% restantes.

Compartilhamentos