Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um homem foi preso no Bairro Jardim Felicidade 2, zona norte de Macapá, acusado de tentar estuprar pela segunda vez uma criança de 4 anos de idade. Deocivan Santos Oliveira, de 37 anos, teria tentado induzir a menina a entrar em sua casa, na Avenida Hermes Monteiro da Silva, para praticar os atos de violência em troca de chopp de frutas.

A prisão do suspeito ocorreu na tarde de segunda-feira, 13, no possível local do crime. Ele chegou a tentar fugir, mas foi capturado pela equipe do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM) que foi até o local.

A polícia foi acionada porque o suspeito teria tentado novamente cometer abusos contra a criança, atraindo-a para sua residência. No último dia 7, ele teria efetuado o primeiro abuso. De acordo com a mãe, ele insistia numa aproximação com a família, provavelmente para ganhar confiança e levar a menina.

Também segundo relato da mãe para a Polícia Militar, Deocivan Santos estava ameaçando a família caso ela contasse a violência sofrida pela filha.

A mãe encontrou a criança, no dia 7, reclamando de dores na parte genital e com sangramento. A menina dizia o nome do suspeito. Um exame realizado logo após a primeira violência confirmou a conjunção carnal.

De acordo com o subtenente Adriano, do BRPM, que participou da prisão do suspeito, o médico que emitiu o laudo deveria ter encaminhado as vítimas para a polícia, mas não o fez, por isso será chamado para depor.

Mais 4 possíveis vítimas

No momento em que Deocivan Santos estava sendo apresentado na Delegacia de Crimes Contra a Mulher (DCCM), suas duas enteadas, de 17 e 16 anos, apareceram para prestar depoimento, relatando que elas e mais duas crianças também teriam sido vítimas de abusos. As outras duas crianças eram cuidadas pelas adolescentes, que trabalham como babás. Elas afirmaram ainda que sua mãe sabia dos atos de Deocivan e se omitia

A polícia apurará ainda as denúncias feitas pela mãe da primeira criança e pelas adolescentes de que Deocivan Santos teria cometido outros abusos, atraindo crianças para sua casa em troca de chopp.

O suspeito permanecerá preso no DCCM, aguardando audiência de custódia que deve ocorrer até a tarde de hoje. A mãe das adolescentes será chamada para prestar esclarecimentos e poderá também ser indiciada.

Compartilhamentos