Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

O Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar do Amapá conseguiu, no início da noite desta quarta-feira, 8, por fim a uma situação com reféns, na Rua 18, numa área de pontes do Bairro Congós, zona sul de Macapá.

 Momento em que Uilen Xavier se entrega, tentando se passar por vítima. Fotos: Olho de Boto

Momento em que Uilen Xavier se entrega, tentando se passar por vítima. Fotos: Olho de Boto

Um dos bandidos, Uilen Xavier dos Reis, de 22 anos, era namorado de uma das vítimas, de acordo com informações da polícia. O rapaz tentou ainda se passar por um refém que estava se entregando, mas sua movimentação foi percebida pelos policiais e mais tarde seria dito pelos próprios moradores da casa que ele estava dando suporte ao outro criminoso, Alexandre Santos Xavier, vulgo “Toquinho”, de 18 anos. 

Momento em que se entrega, tentando se passar por vítima. Fotos: Olho de Boto

Uilen Xavier seria namorado de uma das vítimas

Toquinho se entregou no início da noite

Toquinho se entregou no início da noite

Toquinho foi o último a se render. Ele estava foragido do Cesein, onde cumpria medida sócio educativa por roubo. Durante o período em que a família foi mantida refém, era Toquinho quem portava uma arma de fogo, calibre 38, que estava carregada.

O processo de rendição do último infrator levou pouco mais de uma hora e o mesmo pediu apenas a presença da imprensa para se entregar.

De acordo com o coronel Paulo Mathias, comandante do Bope, a situação com reféns começou após a tentativa fracassada da dupla em assaltar um estabelecimento comercial, localizado também no Bairro dos Congós, nas proximidades da Rua Carlos Drummond.

Arma de fogo usada por Toquinho

Arma de fogo usada por Toquinho

Cercados por viaturas da polícia que estavam em seu encalço, os infratores correram para a área de pontes e invadiram a residência, tornando os moradores reféns. Entre as vítimas estava uma criança de 5 anos de idade. Ao todo, 3 pessoas foram tomadas como reféns.

“Primeiro entrou o criminoso armado na casa e, posteriormente, entrou o outro que saiu com a camisa vermelha, fingindo ser vítima, e que está preso na viatura. Segundo informações das próprias vítimas, ele também estava dando suporte ao causador da crise”, explicou o comandante.

Uma das reféns é libertada

Uma das reféns é libertada

De acordo com o policial, essa é a quinta situação com refém este ano. Uma ocorreu em janeiro e as outras quatro no mês de fevereiro.

Os infratores foram encaminhados para o Cios do Pacoval e a família foi encaminhada para os cuidados do Samu. Ninguém ficou gravemente ferido.

O caso é o quinto envolvendo refém em 2017

O caso é o quinto envolvendo refém em 2017

Compartilhamentos