Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

A Secretaria de Administração do Amapá (Sead) informou na tarde desta quinta-feira, 23, que 534 servidores da educação vão ficar sem os salários esse mês. Eles não realizaram o recadastramento dos servidores que aconteceu do dia 23 de novembro a 9 de dezembro de 2016 pelo Sistema integrado de Gestão de Recursos Humanos (sigRH).

Além dos 534, a secretaria já havia encontrado inconsistências em outros 800 cadastros. Desses, apenas 250 servidores ainda têm algum tipo de divergência nas informações quanto ao PIS/PASEP, título de eleitor ou certificado de reservista.

sead suelen 1

Secretária de Administração do Amapá, Suelen Amoras: real força de trabalho do Estado. Fotos: André Silva

A secretária Suelem Amoras informou que não tem como saber se os faltosos estão trabalhando ou se residem no Estado, mas deixou claro que se não comparecerem a secretaria nos próximos dias, todos os procedimentos legais serão abertos e encaminhados para a Controladoria Geral do Estado (PGE).

“O fato é: se o servidor não compareceu, nós temos que promover a devida apuração para que o processo seja finalizado”, explicou.

Para regularizarem a situação, os servidores devem se dirigir à Sead para preencher o requerimento e justificar o motivo do não comparecimento.

“A implantação deste sistema está possibilitando o mapeamento real da força de trabalho do governo do Estado”, destacou a secretária.

Mais de 12 mil servidores da educação participaram do processo que desde 2011 não era realizado.

Compartilhamentos