Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A modalidade de corridas de rua cresceu tanto no Amapá que em março, para comemorar o mês da mulher, ocorrerá a Pink Rum, a primeira corrida de rua só para mulheres. A ideia é atrair o público feminino e ofertar diversos serviços para elas.

Como o público é diferenciado, a medalha e camisa do evento será toda personalizada no rosa. A ideia é criar uma identidade visual e colocar o evento no calendário oficial de corridas do estado.

Glendha Mayara

Glendha Mayara: procura pelas 500 vagas para participar da prova já é grande. Fotos: Flávio Cavalcante

O evento, que ocorrerá no dia 19 de março, premiará com troféu os primeiros colocados, além de R$ 500 para a primeira colocada, R$ 400 para a segunda e R$ 300 para a terceira. Todas as mulheres participantes da prova ganharão uma medalha rosa, bem feminina.

“A gente abriu 500 vagas e a procura está sendo muito boa. É algo novo para o estado e já estamos colhendo o sucesso. Nossa meta é trazer a mulherada para a corrida e ofertar serviços em comemoração ao nosso mês”, explicou a organizadora da corrida, Glendha Mayara, que foi a primeira mulher a fundar assessoria esportiva em Macapá.

Modelo das medalhas que serão entregues para as participantes. Imagem: divulgação

Modelo das medalhas que serão entregues para as participantes. Imagem: divulgação

A corrida terá 5km de percurso, saindo pela Avenida Desiderio Antônio Coelho, passando pela Rua Beira Rio, fazendo a rotatória do Araxá e voltando pela Jovino Dinoá. A saída e chegada da prova é na praça da Conceição, no Bairro do Trem.

Após a corrida, será ofertada maquiagem para as mulheres, aula de zumba, além de apresentações culturais e serviços de saúde do Sesi.

A organizadora do evento, informou que a corrida também busca meios para ajudar o Ijoma e a Associação de Mulheres Escalpeladas.

As inscrições estão sendo feitas ao preço de R$ 60 até o dia 13 de março, exclusivamente, pela internet no site da www.chiptiming.com.br.

Compartilhamentos