Compartilhamentos

SELES NAFES

O concurso Rainha das Rainhas do Carnaval 2017 tinha tudo para ser um dos comentados dos últimos anos pela beleza das candidatas, mas uma pancadaria no final do evento tirou o glamour da festa, realizada na sede do Trem Desportivo Clube, em Macapá. A confusão começou com a contestação do resultado e depois com uma briga entre torcedores das duas candidatas mais votadas.

A briga iniciou depois da premiação, por volta das 3h da madrugada do domingo, 19. O evento começou às 00h30min com 7 candidatas disputando o título. Jéssica Pacheco foi a grande vencedora com 353 pontos contra 343 da segunda colocada.

Nataly Uchoâ repassa a faixa. Confusão teria começado a partir desse momento. Foto: divulgação

Nataly Uchoâ repassa a faixa. Confusão teria começado a partir desse momento. Foto: divulgação

Obedecendo a tradição, a faixa foi entregue a ela pela rainha anterior, Nataly Uchoa.

“Depois disso a mãe de outra candidata subiu no camarim e começou a agredir verbalmente a Nataly, afirmando que ela estava torcendo pela vencedora e que ela poderia ter influenciado o resultado final”, explicou a coordenadora do concurso, Socorro Marinho, que também é presidente do Trem.

Eram 9 jurados encarregados de decidir quem era a mais bela no conjunto da obra.

“O júri é de alto nível. Convidamos advogados, servidores da justiça, vereador, empresários e outras pessoas de respeito. Não tinha como isso (influência no resultado) ocorrer”, garantiu a coordenadora, que lamentou o episódio.

Quando a festa já estava terminando, parentes das duas candidatas trocaram insultos e agressões físicas. Um vídeo que está circulando na ferramenta Whatsapp mostra pessoas se agredindo e cadeiras sendo jogadas para o alto.

A confusão acabou antes da chegada da Polícia Militar. A presidente do Trem disse entrará com um processo na justiça contra uma das candidatas por calúnia e difamação nas redes sociais. 

Compartilhamentos