Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

As obras de pavimentação da BR-156 devem ser retomadas em agosto deste ano pelo governo do Estado. A informação foi dada na manhã desta quinta-feira, 23, pelo governador Waldez Góes (PDT). No dia 8 de março, haverá uma reunião decisiva em Brasília sobre o assunto.

De acordo com o governador, a assinatura da ordem de serviço para retomada das obras aguarda apenas fechamento dos projetos ambientais e arqueológicos. A meta é que o trecho Norte fique pronto em 2 anos com duas frentes de trabalho: a realização da obra de arte e planejamento no inverno e terraplanagem e pavimentação no verão.

“Precisamos andar com esse trecho porque já temos o pátio aduaneiro da Ponte Binacional e queremos inaugurar a ponte esse ano. O Trecho norte da BR é fundamental nessa logística”, frisou o governador.

Novo encontro entre o governador Waldez Góes e o ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, deve definir tramites das obras. Foto: Secom

Novo encontro entre o governador Waldez Góes e o ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, deve definir tramites das obras. Foto: Secom

Nas últimas semanas, motoristas têm enfrentado muitas dificuldades para completar a viagem até Oiapoque. Vários acidentes como tombamento de ônibus e caminhões já foram registrados este mês. 

Sul

Já o trecho Sul da BR-156 será trabalhado com uma parceria do governo com o Exército e Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit). O governo já tem R$ 30 milhões para iniciar a obra.

A ideia é que o governo trabalhe o lote que compreende desde oKM-21 de Macapá até o Laranjal do Jari. Já os lotes intermediários ficarão sob responsabilidade do Dnit e o Exército assuma o restante.

“Neste caso a gente ganharia tempo. Eu defendo a tese que a gente abra uma frente de trabalho que saia do Laranjal até o Cajari. Já conversamos com o Exército para assumir essa frente. Mas vamos fechar isso em Brasília”, explicou Waldez.

Todas as minutas da obra e os projetos finais serão discutidos no dia 8 de março em Brasília, em uma reunião com o ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho.

A proposta da reunião é acertar esses pontos e marcar a data da assinatura do documento para o início das obras. Além disso, a reunião terá como pauta a retomada das obras da ponte do Rio Jari. 

Compartilhamentos