Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Crianças que estudam numa escola estadual do Bairro Marabaixo IV, também chamado pelos moradores de Jardim América, na zona oeste de Macapá, passam por um drama todos os dias durante a estação chuvosa. Elas caminham mais de 2 quilômetros na lama para pegar o ônibus escolar.

Os meninos e meninas, entre 7 e 11 anos, estudam na Escola Estadual Helenice Dias, que fica na Linha B da Rodovia AP-440. Dezenas de alunos precisam caminhar diariamente até o terminal de ônibus do Marabaixo III para apanhar o transporte escolar.

Contorcionismo para vencer a lama

Contorcionismo para vencer a lama

Quem tem mais sorte enfrente a lama de bicicleta

Quem tem mais sorte enfrente a lama de bicicleta

“Eles chegam à escola atolados de lama. Todo esse sofrimento é porque o motorista do ônibus diz que não tem permissão da Secretaria de Educação do Estado (Seed) para entrar no Jardim América”, diz Selma de Paula, mãe de dois filhos na Escola Helenice.

Segundo ela, ônibus de outras escolas entram normalmente no bairro, menos os que atendem a Escola Helenice.

“Eles caminham da beira da lagoa do Jardim América até o terminal. Essas cenas são todos os dias. A gente quer uma resposta”, reivindica a mãe.   

Visão da rua de dentro de um carro

Visão da rua de dentro de um carro

A Secretaria de Educação do Amapá (Seed) informou que não tinha conhecimento desse problema, e que ainda nesta quinta-feira, 16, enviará uma equipe até o Marabaixo para conferir as condições da rua e estudar uma alternativa que faça o transporte escolar funcionar com eficiência em toda a região. 

Compartilhamentos