Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um bando que furtava lojas de informática no Centro de Macapá e também em bairros da zona sul foi preso por uma equipe do 6º Batalhão da Polícia Militar (6º BPM) nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, 30.

Após denúncias anônimas, os policiais se dirigiram até uma vila de kitnets, por volta de 6h, na Rua Jovino Dinoá e encontraram um homem em atitude suspeita, tentando esconder um maquinário em uma das residências. Ao se aproximar para fazer abordagem, a PM encontrou com dois suspeitos: Pedro Dener de Almeida, de 20 anos, e Paulo de Tarso Tavares, de 19 anos.

Fotocopiadoras e máquina de crtão encontrada no kitnet que servia de esconderijo. Fotos: Olho de Boto

Fotocopiadoras e máquina de cartão encontrada no kitnet que servia de esconderijo. Fotos: Olho de Boto

Dentro do local, foram encontrados objetos de informática como duas impressoras, toner, cartuchos de tinta e uma máquina de cartão de crédito. Os dois infratores não revelaram a procedência do material, mas confessaram haver um terceiro elemento envolvido nos crimes.

Analisando o material, os policiais descobriram pertencer a uma loja localizada na Avenida Presidente Vargas e então se dirigiram até o estabelecimento. Chegando ao local e conversando com o proprietário, eles confirmaram que o espaço havia sido furtado. A dupla de criminosos foi então conduzida até o Ciosp do Pacoval.

De acordo com o tenente Cézar, do 6º BPM, que participou da ação, os policiais então continuaram a ronda em busca do terceiro elemento quando, ao retornarem ao kitnet, encontraram com um rapaz no quintal, descarregando 3 notebooks e 1 tablet. O jovem, que não revelou a idade, mas aparenta ser menor de idade, foi abordado e informou que havia encontrado os objetos na rua e que não sabia de sua procedência. Foram encontrados então nos produtos etiquetas de uma loja localizada no Bairro Beirol.

“A equipe se dirigiu até a loja e em contato com seu proprietário, confirmou o furto. De acordo com o proprietário, a loja tem circuito interno de câmeras que confirma a ação do menor infrator”, explicou o tenente Cézar.

Infratores maiores de idade. Terceiro elemento não revelou idade, mas pode ser menor

Infratores maiores de idade. Terceiro elemento não revelou idade, mas pode ser menor

O proprietário da loja no Centro, que preferiu não se identificar, disse que os ladrões agiram silenciosamente, sem chamar a atenção, pois a área onde fica o estabelecimento é de grande circulação.

“Eu acredito que devam ter utilizado algum tipo de chave mestra porque não há sinal de arrombamento nem nada. Cortaram a energia e fizeram a festa lá dentro”, comentou.

Após a identificação, o ladrão foi encaminhado também para o Ciosp do Pacoval, onde se juntou aos colegas de crime. Todo material de uma das lojas foi recuperado e de outra, o proprietário sentiu falta ainda de duas impressoras.

Compartilhamentos