Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Os policiais militares do Amapá ganharam de vez o apoio da população que repassa informações sobre o paradeiro de criminosos. Na noite desta quinta-feira, 24, por exemplo, os PMs prenderam um homem acusado de furtar equipamentos e merenda de uma escola no Bairro Perpétuo Socorro, na zona leste da capital.

A prisão ocorreu horas depois do furto na Escola Estadual José de Alencar, invadida por volta das 4h30min da quinta. Logo depois do crime, os policiais do 6º BPM já começaram a receber as primeiras denúncias anônimas da comunidade indicando uma casa na Passagem Margarida, ainda no bairro.

Os policiais foram até o local e bateram na porta.

“Quando ele abriu a porta fomos logo vendo os objetos furtados da escola, como data show, notebook e os alimentos das crianças”, relatou o sargento John.

Carlos Aviz já responde por outro furto. Fotos: Olho de Boto

Carlos Aviz já responde por outro furto. Fotos: Olho de Boto

Mercadorias foram levadas para o Ciosp do Pacoval

Mercadorias foram levadas para o Ciosp do Pacoval

Carlos Augusto Aviz, de 35 anos, que já responde por outro furto, disse que estava apenas guardando as mercadorias para outro criminoso que mora no bairro, conhecido como “Lourinho”. Na casa de Lourinho, no entanto, os policiais não encontraram nenhum produto. O suspeito também não foi localizado.

A PM ainda não sabe como os criminosos entraram na escola, mas recebeu a informação de que um carro deu apoio para a fuga e o transporte dos produtos.  Também existem outras pessoas que participaram do crime, por isso os policiais esperam receber mais denúncias anônimas.

“A comunidade tem ajudado bastante com informações. Comunidade e polícia é uma grande parceria”, resumiu o sargento.

Polícia e comunidade é uma grande parceria, diz o sargento John

Primeiro da esquerda para a direita, sargento John diz que polícia e comunidade fazem grande parceria

Compartilhamentos