Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Depois das goteiras, agora é a vez dos problemas na instalação elétrica preocuparem funcionários da UTI do Hospital de Emergência de Macapá. Nos últimos dias foram várias ocorrências de curto circuito.

Na última quarta-feira, 1º, uma funcionária quase foi atingida por faíscas que chamuscaram o teto da unidade. Além do susto, ninguém ficou ferido.

“Temos tubulações de oxigênio aqui, e se o fogo entrar vai ser uma catástrofe”, adverte um servidor.

Segundo os funcionários, uma equipe do Corpo de Bombeiros chegou a ir até o local, e teria indicado a interdição da UTI por conta da parte elétrica.

Equipe do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil inspeciona instalações na tarde desta quinta-feira, 2

Equipe do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil inspeciona instalações na tarde desta quinta-feira, 2

“Mas não tem como tirar os pacientes do setor, por isso a UTI não foi fechada”, relatou outro servidor.

A direção do hospital e a administração teriam sido notificadas sobre a situação. A UTI tem capacidade para seis leitos, mas apenas quatro estão operando.

A assessoria de comunicação do governo informou que a parte do prédio onde funciona a UTI está em obras de reparo do telhado para a retirada de infiltrações, e que vai aguardar um posicionamento da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros, que até as 18h20min continuavam realizando inspeção na instalação elétrica do local. 

Compartilhamentos