Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O governo do Estado decidiu lançar um novo edital de licitação para exploração comercial do Trapiche Eliezer Levy, na orla de Macapá. O valor dos lances foi reduzido.

A proposta para o restaurante no fim do trapiche passou para R$ 2 mil, e do ponto que fica no início do complexo passou para R$ 1,7 mil mensais. Os restaurantes precisam oferecer alimentos com receitas regionais.

É a terceira vez que o governo, por meio da Secretaria de Turismo do Estado (Setur), tenta licitar o espaço turístico do Trapiche. Nas duas primeiras não houve interessados.

A licitação será realizada em pregão eletrônico pelo maior valor ofertado. Depois do anúncio do resultado, as empresas vencedoras terão 45 dias para entrar em funcionamento no local. A duração do contrato será de 1 ano, podendo ser renovado.

Além disso, as empresas precisam fazer a manutenção do lugar com pagamento do consumo de luz e água. As propostas deverão ser entregues até o dia 28 de março, quando as propostas serão abertas.

 “Vamos conceder esses pontos de forma responsável e vamos fiscalizar para que todas as obrigações previstas no edital sejam cumpridas”, comentou a secretária de Turismo do Estado, Syntia Lamarão.

Compartilhamentos