Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O governo Amapá pretende aumentar a base de atendimento do principal programa social do Estado, o Renda pra Viver Melhor. Durante a cerimônia de adesão ao programa Criança Feliz, na última segunda-feira, 6, o governador Waldez Góes (PDT) anunciou a abertura de mais 10 mil novas vagas no Renda.

Atualmente, 3,9 mil famílias são beneficiadas com R$ 311 pagos pelo governo do Estado, que teve dificuldades de manter os pagamentos durante 2016. O custo atual é de R$ 1,2 milhão. Com a inclusão de 10 mi novos cadastros, serão mais R$ 3 milhões. 

Quando assumiu o governo, em 2015, Waldez Góes encontrou quase 17 mil famílias no cadastro, e anunciou um trabalho de verificação in loco das condições sociais das famílias.

Depois de dois anos, o mapeamento ficou pronto, e concluiu que mais de 12,6 mil famílias já eram beneficiadas por outros programas sociais, como o Bolsa Família, do governo federal, ou não possuíam mais filhos entre zero e 15 anos, a faixa etária obrigatória para permanecer no programa.

Das 16.690 mil, mais de 12 mil foram retiradas do Renda pra Viver Melhor. Ao anunciar a ampliação da base, o governador não informou quando começam as novas inscrições. 

Compartilhamentos