Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um rapaz de 20 anos foi assassinado a tiros dentro de uma casa no Bairro Santa Rita, próximo do Abrigo São José, em Macapá. A vítima morava com dois idosos que não foram feridos.

O homicídio ocorreu por volta das 5h deste domingo, 12, na Rua Santa Catarina. De acordo com a PM, a vítima estava dormindo na casa quando dois homens chegaram e derrubaram a porta.

Em seguida, eles dispararam várias vezes contra a vítima que dormia na sala. Dois homens idosos moram na residência, sendo um deles cadeirante e com problemas auditivos.

Peritos da Politec estudam a cena do crime. Fotos: Olho de Boto

Peritos da Politec estudam a cena do crime. Fotos: Olho de Boto

Um deles estava acordado fazendo café e relatou aos policiais que ouviu o barulho da porta sendo arrombada. Logo após ouviu os tiros contra a vítima que dormia na sala morreu ainda no local.

“Eu tinha colocado a vasilha no fogo, e só vi quando entraram. Não deu para ver o rosto. Ele (a vítima) estava passando uns dias aqui com a gente”, disse um dos idosos, de 75 anos. O outro idoso tem 72 anos.

Os criminosos fugiram e ainda não foram identificados. A PM acredita em acerto de contas, já que nenhum objeto foi levado do local. 

“Conseguimos algumas informações, mas manteremos em segredo para não atrapalhar as investigações da polícia judiciária. Temos um nome até agora”, comentou o aspirante a oficial Elison, do 6º Batalhão da Polícia Militar.

Aspirante a oficial Elison disse que equipe conseguiu algumas informações sobre os assassinos

Aspirante a oficial Elison disse que equipe conseguiu algumas informações sobre os assassinos, mas que vai repassar à Polícia Civil

Crime ocorreu na Rua Santa Catarina, no Bairro Santa Rita

Crime ocorreu na Rua Santa Catarina, no Bairro Santa Rita

Uma equipe da Polícia Técnica do Amapá (Politec) confirmou 7 perfurações por arma de fogo, provavelmente por revólver calibre 38, já que nenhum cartucho ficou no local. 

A vítima foi identificada como Jheymes Johnson Valente Teixeira, de 20 anos. Ele não tinha passagem pela polícia. O idoso que conversou com o portal SELESNAFES.COM não soube dizer há quanto tempo o rapaz morava com eles, mas disse que ele sempre dormia próximo do abrigo São José quando foi convidado para “passar uns dias” com eles. 

 

Compartilhamentos