Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap) apreendeu desde o dia 6 de março 160 cartões de meia-passagem por uso indevido.

Segundo a entidade, desde o começo do período de cadastramento e recadastramento do benefício concedido para estudantes, foram detectadas irregularidades como declarações escolares que podem ter sido adulteradas e cartões de meia-passagem falsos.

Mas o maior número de apreensões foi por utilização indevida,quando o cartão é usado por outra pessoa. O sindicato tem uma estimativa de que um a cada quatro estudantes compartilha o cartão com algum parente, o que não é permitido por lei.

De acordo com o relações públicas do Setap, Renivaldo Costa, o uso indevido do benefício faz com que o estudante não tenha mais a meia-passagem como um direito.

“O estudante pego aplicando a fraude perde automaticamente o benefício”, explica.

Cadastro e recadastro

O cadastro de usuários da meia-passagem, estudantes das redes pública e particular de ensino, iniciou esta semana. Já o recadastramento do benefício ocorre desde o dia 6 de março. Os estudantes tem até o dia 28 de abril para procurar o Setap em Macapá e Santana. A previsão é que cerca de 50 mil estudantes deverão fazer o procedimento.

O local de atendimento para cadastramento é na sede do Setap, na Avenida Padre Júlio, Centro de Macapá, no horário de 8h às 16h. Já o recadastro será em um shopping localizado na Rodovia JK, na Zona Sul da capital, de 10h às 18h, além do terminal rodoviário de Santana.

Documentos

Os documentos necessários para o cadastro são cópia do comprovante de endereço, declaração escolar ou atestado de matrícula e cópia de documento de identidade. É necessário que o aluno esteja presente para que seja feita a fotografia do cadastro.

A taxa custa R$ 8 para recadastro e R$ 15 para novos cadastros. Mia informações no site do Setap: www.vtsetap.com.br.

Compartilhamentos