Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Uma equipe do 6º Batalhão da Polícia Militar teve um plantão bastante movimentado. Num intervalo de apenas cinco horas, os policiais evitaram um assalto no Bairro do Araxá, na zona sul de Macapá, e horas depois, no Centro Comercial, prenderam um homem condenado por furto.

A primeira ocorrência foi atendida às 20h, depois que denúncias anônimas informaram que dois homens armados estavam em uma motocicleta se dirigindo ao Bairro do Araxá, onde fariam um assalto. O alvo era um mercantil.

Os policiais foram rápidos e conseguiram encontrar a dupla que fugiu pelas margens de um canal, aproveitando a escuridão e o matagal. Contudo, eles deixaram um revólver para trás.  

“Se demorássemos um pouco mais eles iam consumar o fato, e se chegássemos na hora eles tomariam reféns”, avaliou o sargento Amim, do 6º Batalhão da PM, que estava comandando a equipe.

Arma foi deixada para trás durante a fuga. Fotos: Olho de Boto

Arma foi deixada para trás durante a fuga. Fotos: Olho de Boto

A arma foi apresentada no Ciosp do Pacoval, e estava carregada.  

Depois disso, por volta da 1h da madrugada desta terça-feira, 28, a mesma equipe estava passando pela Praça Veiga Cabral quando avistou dois homens suspeitos.

Eles foram abordados, e um deles foi identificado como Maikon Menezes da Costa (foto de capa), de 23 anos, condenado a 4 anos de prisão por furto. Ele estava cumprindo a pena em casa.

“Há uma restrição de horário para ele, que tem o benefício de cumprir pena em regime domiciliar”, informou Amim.

“É bastante conhecido no Centro Comercial, onde existem muitas queixas de furtos. Ele alega que estava trabalhando, lavando e reparando carros”, acrescentou o sargento.

Sargento Amim comandou a equipe

Sargento Amim comandou a equipe

Maikon Costa foi apresentado no Ciosp do Pacoval, e será encaminhado para o Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), onde cumprirá o restante da pena.

Compartilhamentos