Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O novo sistema de vigilância monitorada deve estar instalado em 90 escolas da rede estadual até a segunda-feira, 6, quando inicia o ano letivo. Essa é a meta do governo do Estado, que até a sexta já havia terminado de implantar os aparelhos em 30 unidades de ensino.

A nova forma de vigilância está interligada com o Centro Integrado de Operações em Defesa Social (Ciodes), que também acompanhará em tempo real o que estará acontecendo em cada prédio.

Sistema deve chegar em 122 escolas até a primeira quinzena de março. Fotos: Patrick Tavares (Secom/divulgação)

Sistema deve chegar em 122 escolas até a primeira quinzena de março. Fotos: Patrick Tavares (Secom/divulgação)

Ao todo, serão 122 escolas que terão o monitoramento eletrônico em Macapá e em Santana, além dos 12 prédios administrativos da Secretaria de Estado da Educação (Seed).

De acordo com a Seed, as escolas em Tempo Integral e de maior vulnerabilidade têm sido a prioridade para implantar o sistema. Até a primeira quinzena do mês, a secretaria espera que todas as unidades tenham implantado o monitoramento.

O sistema

Cada escola contará com circuitos de câmeras, de alarmes e de TV, além de cobertura de seguro patrimonial, manutenção e monitoramento 24 horas.

Além da Central de Monitoramento em Macapá, uma base está sendo montada em Santana para atender com maior agilidade às demandas dos colégios do município.

O contrato com a empresa tem duração de um ano, podendo ser prorrogado por até 60 meses. Além das 134 escolas iniciais que receberão os kits, a expectativa é que até outras 100 unidades sejam beneficiadas com a tecnologia.

Compartilhamentos