Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Com mais de 4 milhões de atendimentos por ano, o Sistema Integrado de Atendimento ao Cidadão (Siac) ou simplesmente Super Fácil, completou 15 anos de implantação no estado do Amapá no dia 11 de janeiro. Entre os serviços mais procurados estão atualização de documentos de veículos e identificação.

O Bairro Marabaixo, na zona oeste de Macapá, pode receber uma unidade do espaço ainda este ano, segundo a administração da central.

Mesmo com a crise que o Estado atravessa, nenhuma unidade será fechada. A previsão é de expansão, e o diretor geral do Siac, Alessandro Agra, adiantou que uma nova unidade deve ser aberta ainda este ano, agora na zona oeste de Macapá.

Central conta com média de 400 mil atendimentos mensais. Fotos: André Silva

Central conta com média de 400 mil atendimentos mensais. Fotos: André Silva

“A vontade é de expandir o serviço para outros municípios, como Mazagão, e reformar algumas unidades já existentes. Isso é um desejo do governador e nosso também”, acrescentou Agra.

11 unidades em todo o AP: 400 mil atendimentos mensais

A ideia com a implantação do sistema foi oferecer vários serviços à população distribuídos em guichês. Entre eles, serviços como entrada em processo de habilitação, receita estadual, carteira de identidade, pagamento da contas de água, luz e telefone, carteira de trabalho, entre outros.

?

Alessandro Agra: Mesmo com crise, nenhuma unidade será fechada

Atualmente, existem onze unidades espalhadas por oito municípios no Estado. Quatro na capital, Macapá, uma no município de Santana, com projeto de implantação de mais uma unidade. Os municípios de Laranjal do Jari, Ferreira Gomes, Tartarugalzinho, Calçoene, Oiapoque e Pedra Branca  possuem uma unidade cada.

O Siac realiza cerca de 400 mil atendimentos mensais no Estado. Entre os serviços mais procurados está o do Departamento de Trânsito do Amapá (Detran) e da Polícia Técnica  (Politec). Somente o Detran, segundo Agra, representa cerca de 60% de todo o atendimento.

“Serviços para veículo e habilitação têm uma procura muito grande”, afirmou.

A professora Ana Marta, disse que sempre que vai a unidade do Bairro Central o atendimento é bem rápido.

?

Zona oeste é área de Macapá ainda não contemplada com serviços do Super Fácil

“Prefiro ir a uma unidade do Super Fácil para resolver problemas relacionados ao meu carro ou a qualquer um outro como na Receita Estadual, porque o atendimento é bem mais rápido e como diz o nome, fácil”, comparou satisfeita a professora.

Compartilhamentos