Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um homem acusado de participar de um assalto no Bairro Brasil Novo foi morto numa troca de tiros com o Batalhão de Operações Especiais (Bope) na tarde desta terça-feira (25). Antes disso, o comparsa, que também estava armado, não ofereceu resistência e se entregou.

O roubo ocorreu em um mercantil por volta das 10h45min. A dupla armada fugiu com dinheiro, celulares e outros objetos. Imagens de câmeras de segurança ajudaram a identificar um dos criminosos que é menor de idade.

Segundo o Bope, Jarderson Silva, de 22 anos, tinha um revólver calibre 38. Fotos: Olho de Boto

Depois de algumas buscas os policiais localizaram residência dele por volta das 13h30min no próprio Brasil Novo e o encontraram. O menor tem 17 anos. Assim que percebeu a aproximação da equipe do Bope ele entregou a arma que usava e se rendeu. A arma é uma espingarda cartucheira de cano cerrado, provavelmente calibre 20.

Em seguida, depois de convencido pelos pais, o menor indicou onde morava o comparsa, identificado depois como Jaderson Silva da Silva, de 22 anos, o “Gordo”. Os dois eram quase vizinhos.

“As equipes fizeram o cerco e foram recebidas a tiros. Não houve outra alternativa se não reagir. Ele foi socorrido até o Hospital de Emergência, mas veio a óbito”, relatou o coronel Paulo Mathias, comandante do Bope.

Espingarda com cano cerrado estava com o menor

Objetos recuperados pelos policiais

Os policiais recuperaram os objetos roubados e apreenderam o revólver calibre 38 que estava com Jaderson Silva. Os policiais ainda não conheciam a dupla.

“Mas populares informaram que os dois vinham fazendo roubos na zona norte, principalmente no Brasil Novo, Açaí e Boné Azul”, concluiu o comandante.

Menor foi reconhecido em imagens de câmeras de segurança

Comandante Paulo Mathias: menor se rendeu e entregou a arma que usava

Compartilhamentos