Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Amapá Florestas e Celulose (Amcel), uma das maiores empresas no Estado, anunciou o ingresso no mercado de grãos. Em reunião com o governador Waldez Góes (PDT) na segunda-feira (24), o grupo informou que já fez o plantio experimental de soja em 100 hectares de uma área de cerrado de sua propriedade.

Durante o encontro, ocorrido no Plácio do Setentrião, foram apresentados os novos membros do empreendimento: o diretor-presidente, Masayuki Akyiama; diretor vice-presidente, Iuji Naruse; diretor operacional, Yoshikasu Kume; e gerente de operações, Isaac Bando.

Instalada no Amapá há mais de 40 anos, a Amcel produz, processa e exporta cavaco de eucalipto, matéria-prima destinada à indústria de celulose e usada para fabricação de papel, entre outros produtos.

Novos diretores da empresa tiveram encontro com governador na segunda-feira (24). Foto: Marcelo Loureiro (Secom/divulgação)

De acordo com a empresa, o planejamento é que se invista no plantio de 20 mil hectares de soja. A Amcel estuda também entrar no setor energético, a partir do processamento de biomassa.

O governador declarou que o Estado apoia que a empresa ingresse na produção de alimentos.

“A Amcel passa agora a compor uma das grandes estratégias de desenvolvimento econômico do Amapá, que é a produção de alimentos, não só para o consumo interno, mas também para exportação, importação, ou como base de matéria-prima para o processo de industrialização do Estado”, disse Waldez Góes.

Participaram do encontro também os secretários de Estado de Desenvolvimento Rural, Hélio Dantas, de Meio Ambiente, Marcelo Creão, e de Governadoria, Renilda Nascimento, além do procurador-geral do Estado, Narson Galeno.

Compartilhamentos