Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A estudante de Direito, Eliany Nascimento de 22 anos, que mobilizou as redes sociais numa campanha para encontrar uma medula compatível, morreu na noite desta quinta-feira, 13, em São Paulo, onde fazia tratamento contra a leucemia.

A notícia foi confirmada pelo tio da jovem, o jornalista Renivaldo Costa, na manhã desta sexta,14.

O corpo da jovem deve chegar em Macapá no domingo, 16, e será velado na igreja Celeiro das Bênçãos, na Avenida FAB, cruzamento com a Rua Hildemar Maia.

Mais de 150 pessoas fizeram testes na corrente pela vida de Eliany. Foto: Secom/divulgação

Mais de 150 pessoas fizeram testes na corrente pela vida de Eliany. Foto: Secom/divulgação

Eliany e a irmã gêmea, Elaine

Eliany e a irmã gêmea, Elaine

No dia 11 de fevereiro, 155 pessoas atenderam aos apelos de uma campanha nas redes sociais e procuraram o Instituto de Hemoterapia do Amapá (Hemoap) para descobrir se eram compatíveis com a estudante que estava na fila do transplante.

Eliany Nascimento tinham uma irmã gêmea e era funcionária da Secretaria de Saúde do Amapá. Ela foi diagnosticada com a doença em julho de 2016 durante uma viagem de férias.

A família ainda não divulgou o local do sepultamento. 

Compartilhamentos