Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

Com eleições marcadas para o dia 25 de junho de 2017, até o momento nenhuma chapa está inscrita para concorrer aos cargos da nova diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos em Educação no Amapá (Sinsepeap). O prazo final de inscrições termina dia 27 de maio.

A comissão eleitoral, formada por cinco membros eleitos em assembleia geral no dia 4 de abril, já esta providenciando tratativas com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para que no pleito sejam usadas urnas eletrônicas. Em anos anteriores, a votação foi em cédulas de papel.

Comissão Eleitoral prepara pleito

Comissão Eleitoral prepara pleito. Entidade conta com 14 mil sindicalizados em todo o AP. Fotos: Cássia Lima

“Esperamos que essa eleição aconteça primando a democracia. Que as chapas tenham como proposta a garantia de direitos dos trabalhadores da educação numa conjuntura em que as perdas estão sendo enormes pelo país”, destacou a presidente da Comissão Eleitoral do Sinsepeap, Ely Almeida.

A eleição compreende cargos para a Executiva Estadual, Executivas Municipais e Conselho Fiscal para o triênio 2017/2020. Segundo dados da comissão, a entidade possui hoje 14 mil sindicalizados entre profissionais federais, estaduais e municipais, mas apenas 30% deles participam em média da votação.

Ely Pinheiro

Ely Almeida: democracia deve prevalecer

“Temos uma média baixa de eleitores. Especialmente pelo processo ser longo e bem politizado. Podem ser eleitas chapa completas para a diretoria toda com mais de 160 membros ou separadas, como só para o Conselho Fiscal”, explicou o membro da comissão eleitoral”, Rildo Ferreira.

Existem normas para eleitores e candidatos. Os interessados em compor chapas devem ter três anos de sindicalização, documentações em dia, além de estar regularizado com o financeiro do sindicato.

Só poderão votar eleitores com taxa de contribuição sindical em dia pelos últimos 6 meses. A eleição ocorrerá simultaneamente em escolas dos 16 municípios do Estado no dia 25 de junho de 8 às 17hs.

“Estamos formatando ainda mais especificidades da eleição, mas a comissão deve ter um corpo maior para acompanhar essa eleição. Vamos apresentar mudanças sobre isso nas próximas assembleias com os educadores”, explicou outro membro da comissão, Marlon Santos.

Candidatos

O atual presidente da entidade, Aroldo Rabelo, que ocupa o cargo por meio de liminar, já anunciou que não será candidato. Em março de 2015, ele chegou a ser afastado do exercício da presidência da entidade por meio de ações na justiça que investigavam denúncias de irregularidades nas eleições de 2014 do sindicato.

. Foto: André Silva

Atual presidente do Sinsepeap, Aroldo Rabelo, dirige a entidade por liminar. Foto: André Silva

Existem pelo menos três nomes de candidatos que devem participar da eleição. Um inclusive, teria o apoio de Aroldo. Mas não podemos divulgar os nomes por causa do regimento da comissão que só permite caso os candidatos já tenham protocolado as chapas, coisa que ainda não aconteceu.

Compartilhamentos