Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

 

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) foi derrotado na tarde desta terça-feira (4) no Senado Federal, na disputa pelo comando da Comissão de Meio Ambiente da casa. O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) se articulou melhor e conquistou os votos dos colegas.

 

O rival do senador amapaense era Hélio José (PMDB-DF), candidato oficial de Renan, atual líder do PMDB no Senado. A reunião foi comandada pelo senador José Alberto Souza (PMDB-MA) por ser o senador mais idoso da comissão.

Vendo que não teria apoio suficiente, o Hélio José acabou retirando a candidatura, e Davi foi eleito por aclamação.

“O Democratas cumpre e respeita a proporcionalidade indicando o senador Davi” disse o líder do Democratas, Ronaldo Caiado (GO). 

Davi teve mais apoio, o que forçou a retirada da candidatura rival. Foto: Ascom

Davi teve mais apoio, o que forçou a retirada da candidatura rival. Foto: Ascom

 O senador José Agripino (Democratas-RN), parabenizou a decisão do PMDB em retirar a candidatura.

“Buscamos o entendimento no limite máximo e de forma satisfatória prevaleceu o diálogo. Parabenizo a decisão do PMDB de retirar a candidatura e assim preservar a proporcionalidade”, avaliou o presidente do Democratas. 

Democratas indiciou Davi, que acabou sendo eleito por aclamação

Democratas indiciou Davi, que acabou sendo eleito por aclamação

A Comissão de Meio Ambiente é uma das mais importantes do Senado.

“A comissão trará mais responsabilidades em assuntos tão atuais como os relacionados ao meio ambiente. Defenderei a Amazônia e o Amapá como amazônida nascido no extremo Norte do Brasil”, garantiu o senador do Amapá.

Compartilhamentos