Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O comércio vai abrir as portas normalmente nesta sexta-feira (28) apesar da greve geral convocada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT). A afirmação é do presidente da Federação do Comércio do Amapá (Fecomércio), Eliezir Viterbino.

“A greve geral anunciada para esta data é um contrassenso, pois o comércio passa por um período de queda de vendas acentuada por três feriados prolongados em série”, diz o dirigente em nota divulgada nesta quinta-feira (27).

Viterbino deixou claro que fechar as portas na sexta-feira só iria prejudicar ainda mais os trabalhadores.

“Precisa-se de trabalho, de vendas que gerem receita para honras as folhas de pagamento evitando o desemprego”, justifica.

O presidente conclui a nota afirmando que “o Amapá precisa é de trabalho, pois é a única forma de se gerar emprego e oportunidades. O momento e de luta para deixar para trás a crise econômica que assolou o país por tanto tempo”.

Compartilhamentos